Polícia

19 de março de 2019 19:13

Palmeira dos Índios entra em pânico com boatos e MP apura o caso

Jovens teriam supostamente ameaçado repetir tragédia de Suzano

↑ Movimentação em frente à escola Raul Brasil, onde atiradores mataram alunos e funcionários (Foto: Reprodução/TV Globo)

Depois da tragédia ocorrida em uma escola estadual em Suzano (SP), no dia 14 de março, alguns episódios tem deixado a população em alerta em várias partes do país. Em Alagoas, a Escola Cristo Redentor, em Palmeira dos Índios, foi cenário para mais um foco de boatos nesta terça-feira (19). O Ministério Público Estadual decidiu acompanhar o caso.

Nas mídias sociais, circularam prints do perfil de dois adolescentes, que supostamente teriam indícios de comportamento que poderia levar a reproduzir o caso de Susano. Vários áudios aterrorizados relatavam supostas ameaças, e até a iniciativa de várias mães de não deixar filhos irem a escola.

No final da tarde, o Ministério Público informou que o promotor Sérgio Vieira, atuante na vara da infância e da juventude, estava acompanhando a situação. Segundo o apurado, as fotos que estão circulando foram tiradas há alguns meses, mas só agora ganharam repercussão.

A direção da escola informou ao MP que os dois adolescentes envolvidos no fato não têm comportamento agressivo dentro da unidade de ensino e nunca se envolveram em nenhuma situação de violência. Entretanto, em razão do tipo de post feito por eles, o promotor vai solicitar um estudo psicossocial dos dois adolescentes envolvidos no caso. Esse estudo será solicitado ao CREAS, ao CRAS e ao conselho tutelar da cidade.

Os dados dos adolescentes devem ser fornecidos pela escola o mais breve possível, e a promotoria disse que vai intimar tanto pais quando adolescentes a depor.
A escola também prometeu entregar ao Ministério Público, o quanto antes, um relatório sobre toda essa situação causada dentro da instituição após a divulgação das imagens. O delegado de Palmeira dos Índios, Alexandre Leite, instaurou um procedimento investigativo para apurar o fato.

Ex-alunos mataram 8 pessoas em Susano

O fato que inspirou pânico na comunidade mundial, e gerou essa repercussão em Palmeira dos Índios foi a invasão da Escola Estadual Raul Brasil, no município de Suzano (SP), na última quinta-feira (14). Na ocasião, dois ex-alunos entraram na escola com armas brancas e armas de fogo e atentaram contra a vida de todos os presentes. Muitas pessoas ficaram feridas, entre estudantes e funcionários da escola. Os assassinos também morreram.

Fonte: Tribuna Hoje / Emanuelle Vanderlei

Comentários

MAIS NO TH