Polícia

9 de novembro de 2018 01:03

11 suspeitos de assaltos morrem em ação policial em Alagoas

Operação ocorreu entre as cidades de Santana do Ipanema e Dois Riachos

↑ Operação tinha como alvo suspeitos de terem assaltado a uma agência do Bradesco, crime ocorrido na madrugada desta quinta em Águas Belas, no Agreste de Pernambuco (Foto: Reprodução)

Onze suspeitos de participarem de crimes de roubo a banco morreram nesta quinta (8), após troca de tiros com policiais civis, entre os municípios de Santana do Ipanema e Dois Riachos, no Sertão de Alagoas.

No local foram apreendidos espingardas calibre 12, pistolas, munição, explosivos e um carro usado possivelmente nas ações criminosas.

Intitulada de Cavalo de Troia a operação tinha como alvo suspeitos de terem assaltado a uma agência do Bradesco, crime ocorrido na madrugada desta quinta em Águas Belas, no Agreste de Pernambuco.

A ação foi coordenada pelos delegados Fábio Costa, Cayo Rodrigues e Thiago Prado e contou com o apoio do Grupamento Aéreo. Haverá uma coletiva de imprensa em hora e local a ser definido pela SSP.

Contatado pela reportagem, o delegado Fábio Costa alegou estar na estrada no alto sertão e não podia passar mais informações sobre a operação.

No decorrer da noite, a polícia divulgou uma nota sobre a operação, batizada de Cavalo de Troia. Confira na íntegra:

“Na tarde de hoje, dia 08/11, uma operação deflagrada pela DEIC culminou no confronto de onze criminosos que cometeram o assalto ao banco Bradesco de Águas Belas, Pernambuco, nesta madrugada. A ação ocorreu na área rural de Santana do Ipanema e onze suspeitos foram atingidos por disparos, os quais foram socorridos ao hospital da região, mas entraram em óbito. Armas, explosivos, dinheiro, e a caminhonete utilizada no assalto foram apreendidos. A ação foi coordenada pelos delegados Fábio Costa, Cayo Rodrigues e Thiago Prado e contou com o apoio do Grupamento Aéreo. Amanhã terá uma coletiva em hora e local a ser definido pela SSP.”

Entre os suspeitos de assalto, estava Manoel Bezerra de Almeida, morador do bairro Centenário. Manoel que já possuía passagens por assalto a banco no Pará e no Ceará, havia sido preso em março desde ano com uma identidade de falsa e por tráfico de drogas em Paulo Afonso.

Fonte: Redação

Comentários

MAIS NO TH