Polícia

11 de outubro de 2018 17:45

Acusado de homicídio no Jacintinho é condenado a 15 anos de reclusão

Vítima teria empurrado a companheira de um traficante enquanto tentava separar a confusão; júri foi conduzido pelo juiz John Silas, da 8ª Vara Criminal

↑ Imagem ilustrativa

O réu Geovane Barbosa Silva foi condenado a 15 anos e cinco meses de prisão, em regime fechado, pela morte de José Cláudio Silvério dos Santos. O julgamento ocorreu nessa quarta-feira (10), no Fórum da Capital, e foi conduzido pelo juiz John Silas, da 8ª Vara Criminal.

Para o magistrado, a conduta do réu foi altamente reprovável, haja vista o excessivo número de disparos efetuados contra a vítima. “O fato ocorreu em plena luz do dia, em horário de grande circulação de pessoas, diante de duas mulheres que conversavam com a vítima no momento do fato, o que demonstra a ousadia do acusado na prática do delito e o grande risco e abalo social”, destacou.

Segundo a denúncia do Ministério Público de Alagoas, o caso aconteceu no dia 6 de julho de 2016, quando José Cláudio saiu para trabalhar. Como não tinha serviço naquele dia, ele se dirigiu à Rádio Evangélica, onde foi atraído por duas mulheres que começaram a conversar com ele. Instantes depois levou vários tiros antes mesmo de entrar no local.

Ainda de acordo com a denúncia, o crime foi motivado porque, durante uma briga entre três mulheres, a vítima teria empurrado a companheira de um traficante enquanto tentava separar a confusão. José Cláudio buscava defender uma conhecida.

O réu foi julgado pelo crime de homicídio qualificado, cometido supostamente mediante promessa de recompensa e com recurso que dificultou a defesa da vítima.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH