Polícia

7 de outubro de 2018 14:32

Eleitora denuncia ter sido agredida por defensores de Bolsonaro

Episódio teria acontecido próximo a escola municipal em Cruz das Almas

↑ Juliana teria sido agredida em Maceió por eleitores de Bolsonaro (Foto: Cortesia)

Uma militante do PDT denunciou no inicio da tarde deste domingo (07), ter sido agredida em Maceió, próximo ao seu local de votação, por defensores do candidato a presidência, Jair Bolsonaro. Segundo o relato de Juliana Resende, ela estaria nas proximidades da Escola Municipal Padre Pinho, em Cruz das Almas, quando foi abordada por dois homens vestidos com camisas do candidato. “Eles disseram: ‘e aí, 17?’ e eu respondi ‘não sou 17, sou 12’ logo depois eles começaram a me agredir”, disse a vítima.

Ela afirma que o fato aconteceu por volta das 13h, e que participaram da agressão dois homens e uma mulher, que saíram de dentro de um carro todo preto. Aparentavam ser de classe média alta. Juliana está com hematomas nos braços e no rosto, ainda vai procurar atendimento médico e também vai denunciar o ocorrido às autoridades policiais.

Fonte: Tribuna Hoje / Emanuelle Vanderlei

Comentários

MAIS NO TH