Polícia

14 de junho de 2018 17:58

Corpo em estado de decomposição é encontrado em Murici

Polícia acredita que cadáver é de jovem desaparecido há 30 dias

↑ A polícia esteve no local para tomar os procedimentos cabíveis (Foto: Arquivo)

Um corpo encontrado em inicial estado de decomposição na manhã desta quinta-feira (14) na zona rural de Murici pode ser ser de um jovem desaprecido há 30 dias.

Apesar de não haver prazo para a conclusão da perícia no local do achado, a Polícia Civil afirma não ter dúvidas quanto à identidade da suposta vítima de homicídio. O delegado Titular do 116º Distrito de Polícia, Caio Rodrigues, confirma a suspeita que o cadáver seja mesmo de jovem de 19 anos, desaparecido há cerca de 30 dias.

O delegado lembrou que cerca de 20 pessoas foram presas em uma operação desencadeada no dia 24 de maio. Entre elas, estariam alguns envolvidas com o desaparecimento e assassinato de Jailson da Silva, vulgo “Nininho”. A suspeita é de que o corpo encontrado nesta manhã seja dele.

Ainda segundo o delgado, os suspeitos em depoimento disseram que participaram no crime e informoram que a vítima foi morta a tiros e golpes de arma branca, com o corpo sendo desovado em área de mata que coincide com a região onde os policiais localizaram,o cadáver.

Jailson trabalhava como servente de pedreiro em um residencial no Conjunto Pedro Tenório Raposo, em Murici, quando foi sequestrado e levado para o local onde seria morto.

A informação é que Jailson da Silva teria ligação com uma facção criminosa rival àquela que domina a localidade onde morava.

Fonte: Da redação

Comentários

MAIS NO TH