Polícia

3 de abril de 2018 15:32

OAB/AL irá acompanhar investigações sobre assassinato de advogado

José Fernando Cabral de Lima, de 51 anos, teria reagido a assalto na Ponta Verde

↑ Imagens dos suspeitos foram divulgadas (Imagem: Reprodução / Vídeo)

Após tomar conhecimento do assassinato do advogado José Fernando Cabral de Lima, de 51 anos, a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB/AL) divulgou em nota que está consternada e manifesta sua solidariedade à família da vítima. A entidade informa também que estará acompanhando todo o caso e exigindo dos órgãos de segurança pública a elucidação do crime bárbaro.

José Fernando Cabral de Lima foi assassinado dentro de uma casa de câmbio instalada na Galeria Ivone Mendes, localizada na Avenida Sandoval Arroxelas, no bairro da Ponta Verde. As primeiras informações apontam que o crime foi praticado por dois homens armados que invadiram a galeria, exigindo dinheiro e objetos pessoas da vítima e de outras pessoas que estavam no local.

O vídeo abaixo mostra os dois homens saindo com capacete na mão após o assalto e atirar contra o advogado. Uma pessoa também é vista correndo após a dupla sair do estabelecimento.

Confira vídeo:

A presidência da Ordem conversou com um dos integrantes do Conselho de Segurança Pública (Conseg) sobre o caso e já está tentando agendar uma reunião com o Delegado-Geral da Polícia Civil de Alagoas, Paulo Cerqueira, com quem tratará sobre o assunto. Já a secretária-geral de Prerrogativas, Juliana Modesto, entrou em contato com a família do advogado e colocou toda a instituição à disposição.

O advogado Ronald Pinheiro foi designado pela presidência para acompanhar de perto o caso. “Estamos todos consternados e incrédulos em mais um crime bárbaro em nosso Estado. Estamos adotando todas as medidas que podemos quanto instituição, e confiamos que a Polícia Civil de Alagoas estará com uma equipe empenhada para elucidar esse crime com a maior brevidade”, colocou Fernanda Marinela.

À família do advogado, a OAB Alagoas se solidariza neste momento dor e reafirma seu compromisso em atuar para que os assassinos sejam punidos no rigor da lei.

Fonte: Tribuna Hoje com Assessoria da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Alagoas

Comentários

MAIS NO TH