Polícia

2 de Abril de 2018 17:09

Estado quer transferir presos após ameaça a secretário de Segurança

Coronel Lima Júnior se diz tranquilo com intimidação de criminosos

↑ Presídio Baldomero Cavalcanti (Foto: Reprodução)

Após a descoberta de cartas com informações para matar o secretário de Segurança Pública, coronel Paulo Lima Júnior, detentos suspeitos de arquitetar o plano serão transferidos do sistema prisional de Alagoas para penitenciárias federais, com o intuito de isolá-los dos demais. Essa é uma das medidas protetivas que estão sendo adotadas pelo Governo Estadual no momento.

Informações da assessoria de comunicação da SSP dão conta de que as investigações prosseguem e que cruzamentos estão sendo feitos para saber o que de fato procede ou não. O quantitativo de presos e a identidade deles não foram divulgados, apenas apelidos.

A ameaça de morte com promessa de ‘abalo no Estado’ foi descoberta por meio de cartas feitas por Weverton da Silva de Moura, preso em mandado expedido pela 17ª Vara Criminal da Capital, por suspeita de participação de tráfico de drogas e de integrar uma organização criminosa. As cartas estariam direcionadas a dois supostos comparsas Aranha e Baixinho.

Em coletiva à imprensa o governador Renan Filho (MDB) destacou o trabalho da SSP em interceptar a carta com ameaças a Lima Júnior e que todas as medidas protetivas estão sendo tomadas.

“O secretário foi ameaçado por meio de uma carta interceptada pela SSP. Isso é importante ser dito por que mostra sua capacidade de trabalho. Todas as medidas protetivas para o secretário já foram tomadas’, comenta Renan Filho.

NOTA

A Secretaria de Estado da Segurança Pública de Alagoas (SSP) informa que tomou conhecimento de um plano de ações criminosas, dentre elas uma ameaça de morte ao secretário Lima Júnior. Nas cartas, apreendidas na última semana, os criminosos afirmam que o plano teria como objetivo provocar um abalo no Estado.

O secretário Lima Júnior afirma que o fato está sendo investigado e que a Segurança Pública tomará as devidas providências para responder a altura a afronta ao Estado.

Ele também afirma estar tranquilo quanto às ameaças sofridas e destaca que a atitude dos criminosos demonstra o êxito das ações das forças policiais para combater o crime em Alagoas.

Fonte: Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH