Polícia

22 de janeiro de 2018 16:33

Em 2017, Alagoas reduz em 52% o número de assaltos a banco com uso de explosivos

Trabalho integrado comandado pela Segurança Pública conseguiu prender quadrilhas que atuavam no Estado

↑ Secretário Lima Junior lembra que Alagoas vem reduzindo índices enquanto outros estados sofrem com o aumento da violência (Foto: Assessoria da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas)

O Estado de Alagoas registrou uma redução de 52% no número de arrombamentos a banco com uso de explosivo no ano de 2017, em comparação ao ano anterior. Segundo dados do Núcleo de Estatística e Análise Criminal (NEAC) da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/AL), em 2016 foram registrados 23 ocorrências deste tipo e no ano passado apenas 11.

Foram registrados dois roubos dessa natureza em fevereiro, um em março, um em abril, quatro em maio, dois em junho e um em julho. Os meses de janeiro, agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro não tiveram ocorrências. Já com relação a arrombamentos de agências bancárias, sem o uso de explosivo, foram registrados apenas um caso em 2017, enquanto que roubo a banco foram três ocorrências e seis casos de arrombamento a caixas eletrônicos com uso de explosivos.

O secretário de Estado da Segurança Pública, Lima Júnior, avaliou de forma positiva os dados, afirmando que Alagoas reduziu mais uma modalidade criminosa que cresce em vários Estados brasileiros.

Ele destaca ainda o sucesso do trabalho integrado entre as polícias Civil e Militar com apoio das agências de Inteligência, sem esquecer o trabalho de investigação de departamentos como a Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic) e Seção de Roubos a Banco (Serb) que conseguiram ao longo do ano prender assaltantes de banco e quadrilhas que agiam em Alagoas e em outros Estados.

Lima Júnior também destacou a importância de Companhias policiais, como a Companhia de Operações Especiais do Sertão (Copes/Caatinga), que participou das ações integradas realizadas na região, visando o combate aos assaltos a banco.

“Mais uma vez apresentamos redução de crimes que só aumentam no resto do país. Nosso modelo de integração policial tem dado certo e vamos seguir trabalhando para reduzir ainda mais este crime em 2018”, completou o secretário.

Comentários

MAIS NO TH