Polícia

14 de junho de 2017 16:22

Polícia Civil prende em Maceió acusado de homicídio e estupro de vulnerável

Localizado pela Asfixia, no Clima Bom I, Betuel estava com tornozeleira eletrônica

Policiais civis da Asfixia prenderam na terça-feira (13) um homem acusado de homicídio e estupro de vulnerável.

Betuel Luiz Ribeiro, de 35 anos, foi localizado na casa 111-A, da Rua Recanto do Sol, no bairro Clima Bom I, e estava utilizando tornozeleira eletrônica.

Os policiais deram cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido pelo juiz John Silas da Silva, da 8ª Vara Criminal da Capital, no processo que o acusado responde por crime de homicídio.

De acordo coma denúncia, na madrugada de 14 de abril de 2010, ele matou o jovem Alysson José Silva dos Santos, de 23 anos, num trecho da Rua Batalha, no bairro de Cruz das Almas, em Maceió.

A vítima foi atingida por vários disparos de arma de fogo, ainda chegou a ser socorrida para o Hospital Geral do Estado, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Em dezembro do mesmo ano, Betuel foi preso, acusado de estuprar a estudante E.M.B., de 14 anos. Ela foi mantida em cárcere privado por três dias e violentada sexualmente diversas vezes, imobilizada sobre a cama do acusado.

Conforme o delegado José Carlos Sales, na época titular do 92ª Delegacia de Polícia (92ª DP), sediada em Maragogi, onde aconteceu a prisão, “ele alimentava a estudante apenas com água e biscoito”.

A adolescente foi encontrada com as mãos e pés amarrados por cipó num terreno baldio no Conjunto Tereza Verzeri, conhecido como Aviário, em Maragogi, onde moravam vítima e acusado. No mesmo local, a polícia encontrou o telefone celular pertencente a Betuel. O aparelho foi utilizado pelo acusado para ligar para o padrasto da vítima, informando sobre o paradeiro da enteada.

Fonte: Ascom / PC-AL

Comentários

MAIS NO TH