Mundo

7 de maio de 2021 14:55

Indústria do turismo internacional começa a sair da UTI

Para entrarem na França, os turistas serão obrigados a apresentar um passaporte de saúde que inclua a prova de que foram totalmente vacinados contra Covid-19 ou um teste PCR negativo

↑ França será um dos primeiros países a retomar o turismo (Foto: Divulgação)

O mundo, gradativamente, começa a abrir suas portas para o turismo. A princípio, a França se prepara para reabrir as fronteiras e voltar a receber viajantes não europeus a partir de 9 de junho, sob um novo plano de quatro etapas anunciado pelo governo, que já projeta acabar com o bloqueio parcial do país. Para entrarem na França, os turistas serão obrigados a apresentar um passaporte de saúde que inclua a prova de que foram totalmente vacinados contra Covid-19 ou um teste PCR negativo.

O plano prevê a reabertura de museus, teatros, salas de espetáculos, lojas, espaços culturais, cafés e restaurantes, sob certas condições, a partir de 19 de maio. A partir de 9 de junho, cafés e restaurantes poderão retomar o funcionamento regular até às 23h e eventos para até 5 mil pessoas também serão permitidos. A fase final do plano inclui o fim do toque de recolher noturno, bem como a maioria das outras restrições em 30 de junho. No entanto, o progresso a partir daí dependerá da evolução da pandemia na França.

Da mesma forma, Nova York, solicitou a completa eliminação das restrições impostas pela pandemia, a fim de reabrir as portas do destino para viagens a partir de 1º de julho. De acordo com o New York Post, a reabertura incluiria a operação com capacidade total de restaurantes, bares, lojas, cabeleireiros, academias, arenas, estádios, salas de concertos, museus, teatros, entre outras atrações e espaços. A saber, americanos que estão totalmente vacinados contra a Covid-19 não precisam mais usar máscaras ao ar livre se estiverem andando, correndo, fazendo caminhadas ou andando de bicicleta, anunciaram autoridades federais de saúde na semana passada.

As autoridades de turismo da Espanha estão otimistas de que o país terá os protocolos adequados em vigor para receber de volta os viajantes de todo o mundo já neste verão europeu, que começa em junho. “A Espanha estará pronta em junho para mostrar a todos os viajantes do mundo que eles podem sim nos visitar”, disse o secretário de Estado do Turismo do país, Fernando Valdes Verelst, durante um painel na Cúpula Global do World Travel & Tourism Council (WTTC), em Cancún, na semana passada.

A propósito, A IATA – Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) é incentivada pelos comentários de Ursula von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia, de que a UE concederá acesso irrestrito a viajantes vacinados dos Estados Unidos. O IATA Travel Pass pode ajudar a indústria e os governos a gerenciar e verificar o status de vacinação, assim como faz com os certificados de comprovação. “Mas ainda estamos aguardando o desenvolvimento de padrões mundialmente reconhecidos para certificados digitais de vacinas. Como primeiro passo, é vital que a UE acelere a adoção do Certificado Verde Europeu. Os comentários do presidente von der Leyen devem acrescentar urgência a este trabalho ”, disse Willie Walsh, Diretor Geral da IATA.

Fonte: Tribuna Hoje / Texto: Claudio Bulgarelli - Sucursal Região Norte

Comentários

MAIS NO TH