Mundo

11 de setembro de 2020 15:22

Operadora de navio que derramou petróleo nas Ilhas Maurício promete pagar US$ 9,4 milhões

Mitsui OSK Lines, do Japão, afirmou que pretende contribuir com um fundo durante vários anos para apoiar as medidas de recuperação do meio ambiente marinho

↑ 17 de agosto - Foto aérea mostra o navio MV Wakashio após se partir em duas partes perto do Blue Bay Marine Park, nas Ilhas Maurício (Foto: AFP)

A empresa japonesa responsável pelo navio que derramou petróleo na costa das Ilhas Maurício se comprometeu a pagar ao menos US$ 9,4 milhões (R$ 50 milhões) para ajudar a restaurar as áreas afetadas.

Em um comunicado, a Mitsui OSK Lines, do Japão, afirmou que pretende contribuir com um “fundo de quase um bilhão de ienes durante vários anos para apoiar as medidas” de recuperação do meio ambiente marinho.

As medidas incluem projetos de proteção de manguezais e corais e a criação de um fundo para a recuperação do meio ambiente.

A empresa operava o MV Wakashio, que encalhou em 25 de julho perto da costa das Ilhas Maurício quando transportava 4.000 toneladas de combustível. O petróleo começou a vazar pouco depois.

Depois que o navio se partiu em dois, a maior parte foi rebocada para alto-mar e afundou, mas a parte menor permanece presa no recife.

De acordo com analistas, mais de mil toneladas de petróleo vazaram da embarcação.

Fonte: AFP

Comentários

MAIS NO TH