Mundo

16 de novembro de 2019 11:20

Protesto em apoio a Evo Morales acaba com mortos e feridos

Milhares de apoiadores do ex-presidente tentavam chegar à cidade de Cochabamba. Comissão Interamericana de Direitos Humanos condenou o uso desproporcional da força.

↑ Agentes jogam gás de pimenta em manifestantes na Bolívia — Foto: Reuters/Marco Bello

Um protesto acabou com ao menos 5 mortos na Bolívia nesta sexta-feira (15). Segundo a imprensa local, eles eram plantadores de folha de coca e apoiadores do ex-presidente Evo Morales. Outras 26 pessoas ficaram feridas e outras 169 foram presas.

No Twitter, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos condenou o uso desproporcional da força e disse que o Estado tem obrigação de garantir o direito à vida e à integridade física daqueles que protestam pacificamente.

Milhares de apoiadores de Evo Morales tentavam chegar à cidade de Cochabamba para se opor ao governo interino de Jeanine Áñez, que se declarou presidente. A mobilização foi interceptada no rio Huayllani, perto de Sacaba, onde houve o confronto.

Fonte: G1

Comentários