Interior

25 de novembro de 2021 13:55

Projeto Observando os Rios alerta para falta de saneamento ao longo do São Francisco

Professor da Ufal Penedo, Claudio Sampaio, conta que ação mensal de coleta para análise acontece há cinco anos

↑ Projeto Observando os Rios (Foto: Cortesia)

O Projeto Observando os Rios Ufal (Universidade Federal de Alagoas) Penedo realizou nesta quinta-feira (25) seu monitoramento mensal do rio São Francisco com a participação das turmas do III ano do Ifal Penedo. A inciativa aconteceu dentro do Festival Velho Chico de cinema ambiental.

O monitoramento conta com o apoio da SOS Mata Atlântica e Projeto Meros do Brasil.O Projeto de extensão da Ufal Penedo, “Observando os Rios” acontece há 5 anos com coletas mensais no maior rio inteiramente nacional. “Ao longo desse período convidamos escolas das redes publicas e privadas de ensino de Alagoas e Sergipe, grupos de escoteiros, capoeira, universitários, turistas, políticos e o mais importante, a população que frequenta a região central e histórica de Penedo”, contou o professor da Ufal, Claudio Sampaio.

Durante o Circuito Penedo de Cinema, foi realizado o monitoramento como uma ação do Festival Velho Chico de cinema ambiental, trazendo artistas, produtores e um publico diversificado para as margens do São Francisco, onde diversos parâmetros físico-químicos são avaliados, como Ph, oxigênio dissolvido, nitrato, fosfato e outros como presença de lixo, de peixes.

“Todos os parâmetros são avaliados, discutidos e ao final uma pontuação indica a classificação da qualidade da água, durante todo esse período de análises tivemos como ‘regular’ a água do Velho Chico em Penedo. Esses resultados acendem uma luz amarela de atenção para o rio da ‘integração nacional’, onde o despejo de esgotos de quase todos os municípios de sua bacia, o desmatamento das matas ciliares, a degradação das nascentes, a retirada de água clandestina, a pesca não manejada, infelizmente, são os mais comuns dos impactos”, lamentou o professor universitário.

Os dados do monitoramento serviram para o desenvolvidos de estudos acadêmicos, como TCCs e trabalhos apresentados em congressos, além de encaminhados para órgãos responsáveis e políticos.
O Projeto de extensão da Ufal Penedo, “Observando os Rios” conta com a participação de professores, servidores e alunos, além do apoio da S.O.S. Mata Atlântica e Projeto Meros do Brasil.

Projeto Observando os Rios (Foto: Cortesia)

Fonte: Redação

Comentários

MAIS NO TH