Interior

18 de outubro de 2021 16:48

Estação de transbordo para resíduos domiciliares é inaugurada em Porto Calvo

Inauguração aconteceu na manhã desta segunda-feira, 18, às margens da Rodovia AL-465, em Porto Calvo

↑ Estação de transbordo (Assessoria / Prefeitura Porto Calvo)

Depois de muitos anos na busca de um terreno, que começou com o Conorte, consórcio que reúne os prefeitos da Região Norte, que foi criado exclusivamente para resolver o problema da coleta de lixo domiciliar dos 11 municípios que fazem parte do consórcio, enfim a Região Norte de Alagoas ganha a estação de transbordo de resíduos domiciliares. Ela foi inaugurada na manhã desta segunda-feira, 18, às margens da Rodovia AL-465, em Porto Calvo.

Esse importante instrumento ambiental e de saúde, que começou a operar oficialmente, fica em uma ampla área licenciada pelo Instituto do Meio Ambiente e, inicialmente, vai atender apenas três municípios: Porto Calvo, Porto de Pedras e Jacuípe. Aos poucos, no entanto, e seguindo uma programação, o projeto deve ser ampliado para atender mais municípios da região.

Com a presença da prefeita de Porto Calvo, Eronita Sposito e do presidente do IMA Alagoas, Ivens Leão, além empresários, vereadores e outras autoridades, a estação de transbordo foi inaugurada para tentar minimizar os graves problemas enfrentados pelo volume cada vez maior de lixo domiciliar nos municípios, especialmente aqueles com maior população, caso Porto Calvo e Matriz de Camaragibe e aqueles com grande atividade turística, como São Miguel dos Milagres, Porto de Pedras e Japaratinga, já que Maragogi envia seu lixo para uma estação em Pernambuco.

Em uma rede social, a prefeita de Porto Calvo afirmou que a obra é muito importante. “A importância dessa obra é que ela é fundamental. Ficou localizada em Porto Calvo por conta da localização central, mas vai atender todos os outros municípios. Estamos dando um passo na direção certa para tentar resolver o grave problema da coleta de resíduos”, Já o diretor do IMA, Pedro Davi, ressaltou o conceito da unidade. “Aqui em Porto Calvo iniciamos a operação de um projeto que veio com um conceito de ganhar tempo para os municípios em logística e também em economia. É um projeto de transbordo de resíduos domiciliares. Ao invés do município se deslocar com seus equipamentos para o aterro sanitário sediado em Pilar, ele não precisa se deslocar mais´´.

A estação de transbordo é uma área 100% licenciada pelo órgão ambiental, onde garante esse tipo de operação. Funciona basicamente em pesagem e a disposição do descarrego nas caçambas dos municípios, que suportam até 35 toneladas de resíduos.

Fonte: Tribuna Hoje / Texto: Claudio Bulgarelli - Sucursal Região Norte

Comentários

MAIS NO TH