Interior

29 de agosto de 2020 09:20

Estrada vai diversificar turismo na Região Norte de Alagoas

Rodovia ligará a Barra de Santo Antônio, na Ilha da Croa, até Passo de Camaragibe, passando pelo Praia dos Morros

↑  Pedras com características vulcânicas, as falésias e os morros deram nome à praia, em Passo de Camaragibe (Foto: Divulgação)

O anúncio feito algumas semanas atrás pelo governador Renan Filho, de que, num prazo relativamente curto, será iniciada a construção da rodovia que ligará a Barra de Santo Antônio, na Ilha da Croa, até a Barra de Camaragibe, no município de Passo, passando pelos Morros de Camaragibe, deixou gestores e empresários do setor turístico animados. A obra, que contempla, ainda, a construção de uma ponte, vai aproximar ainda mais o Litoral Norte de Maceió. Segundo o governador, a estrada ajudará a diversificar o turismo, trazer visitantes de um mais alto poder aquisitivo e ampliar os investimentos na região.

Como não poderia deixar de ser, gestores municipais e empresários de turismo, seja do ramo hoteleiro, como de receptivos, se animaram bastante com a ideia. Uma das mais entusiastas foi à prefeita Vânia Câmara, do Passo de Camaragibe, município que será altamente beneficiado, já que reúne o maior conjunto de atrativos turísticos da Rota Ecológica, tanto no turismo rural, com suas suaves colinas, tendo inclusive o primeiro e único hotel rural da região; no turismo ecológico, com o histórico passeio pelo Rio Camaragibe; no turismo histórico cultural, com um projeto na sede do município, os Quatro Cantos, onde fica a casa do mestre Aurélio Buarque e no turismo lazer, já que o munícipio tem duas das mais belas praias do litoral, a dos Morros e a do Marceneiro.

A Praia dos Morros, deserta, paradisíaca, cinematográfica e a menos conhecida e explorada de toda a Rota Ecológica, além de ser a mais famosa e bela do município de Passo de Camaragibe, que já conta com uma mínima estrutura de hospedagem, será certamente a mais beneficiada.  Para conhecer esse cenário tem seu preço. O acesso pode ser feito por uma estrada de barro, sem sinalização, partindo da rodovia AL 101, logo depois da Barra de Santo Antônio; pela antiga estrada do Coco, passando pela Ilha da Croa ou pelas estradas dos canaviais, antes do centro da cidade do Passo. Também tem o acesso pela Praia de Barra de Camaragibe onde é feita a travessia de jangada pelo rio do mesmo nome. A maioria dos turistas prefere esse caminho. O esforço é compensado pela paisagem: praia exótica e deserta.

A ponta norte da praia se inicia com o Rio Camaragibe que esbanja algumas paisagens encantadoras. Depois o cenário dá lugar a um imenso coqueiral. Partindo com destino ao sul da praia, o cenário aponta no horizonte as pedras com características vulcânicas, as falésias e os morros que designaram o nome da praia. Vale uma visita à foz do rio Camaragibe. O que o turista irá encontrar é uma paisagem inesquecível.

Mas é sede do município que futuros projetos terão grande potencial de revitalizar o turismo. A restauração da casa do Mestre Aurélio, que se tornará um museu, poderá se tornar ponto obrigatório de visitação turística devido sua importância histórica. A própria área urbana onde está localizada a casa, os Quatro Cantos, onde um prédio histórico está sendo restaurado e vai abrigar um ambicioso projeto cultural.

O Passo de Camaragibe tem em seu patrimônio histórico, com seus casarões, igrejas e imagens, sítios e ruínas, grande valor. A Delegacia Pública; construída em julho de 1964; a Vivenda São José, construída no século XIX; a Casa Dois Leões, construção edificada no século XVIII; o Sobrado Velho, construído no século XVIII; o Sobrado do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, construído no século XIX; o Sobrado do Centro, construído no século XVIII; a Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, construída em 1700; o Teatro Municipal, que talvez tenha sido fundado antes de 187; a Casa do Mestre Aurélio Buarque de Holanda, uma das construções do século XX e a Ponte Fernandes Lima, ícone da engenharia da arquitetura alagoana construída no início do século XX, vai completar 100 anos em 2021.

Fonte: Tribuna Independente / Texto: Claudio Bulgarelli – Sucursal Região Norte

Comentários

MAIS NO TH