Interior

14 de julho de 2020 10:32

Governador defende priorização de recursos federais para trecho 5

Renan Filho e ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, fizeram visita técnica ao trecho 4 e entregaram 30 sistemas de dessalinização

↑ Ao lado do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, governador Renan Filho inspecionou as obras do trecho 4, em São José da Tapera, e fez a entrega de 30 sistemas de dessalinização de água (Foto: Márcio Ferreira)

Em visita técnica ao Canal do Sertão, nesta segunda-feira (13), o governador Renan Filho defendeu que o governo federal priorize a destinação de recursos para o trecho 5 da obra. Ao lado do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e de deputados federais, Renan Filho inspecionou as obras do trecho 4, em São José da Tapera, e fez a entrega de 30 sistemas de dessalinização de água.

“Quando assumi o Governo, o Canal do Sertão tinha apenas 50 km de extensão com água; agora, nesse final de ano, vamos entregá-lo com 125 km com água. Mas precisamos continuar com o seu avanço. Para isso, é fundamental que o governo federal priorize os recursos para o trecho 5 do Canal do Sertão, que vai levar água do km 125 até o km 150”, disse o governador.

O ministro informou que os recursos estão garantidos para a conclusão do trecho 4, que deve acontecer em dezembro deste ano. As obras desta etapa estão com 88% dos serviços executados. Rogério Marinho recordou que há cerca de 15 dias o governo federal liberou R$ 36 milhões para dar continuidade ao trecho 4 da obra, executada pelo Estado por meio da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra).

 Em visita técnica ao Canal do Sertão, nesta segunda-feira (13), o governador Renan Filho defendeu que o governo federal priorize a destinação de recursos para o trecho 5 da obra (Márcio Ferreira)

“Todos nós estamos imbuídos do mesmo sentimento de que a obra não pode parar. Essa é nossa expectativa e orientação do presidente [da República]. Vamos nos debruçar sobre o cronograma físico-financeiro da obra, justamente com essa orientação de que a liberação dos recursos não deve parar”, garantiu Rogério Marinho.

Ainda nesta segunda-feira, o governador e o ministro voltam a se reunir para discutir o início das obras do trecho 5 do Canal do Sertão. “Vamos trabalhar para iniciar o trecho 5, que vai levar água do km 125 até o km 150, ou seja, o Canal do Sertão já vai conseguir colocar água na Adutora da Bacia Leiteira e incluir produtivamente as comunidades de Delmiro Gouveia até Olho D’Água das Flores. Adiante, temos que enfrentar o desafio de levar a obra até Arapiraca, porque assim ela atenderá em sua completude tudo aquilo para a qual foi projetada”, defendeu Renan Filho.

Considerada a maior obra de infraestrutura hídrica de Alagoas e uma das maiores do país, o Canal do Sertão contará, até sua conclusão, com 250 km de água e tem como objetivo beneficiar 1 milhão de pessoas em 42 municípios alagoanos. Atualmente, a obra já beneficia 200 mil moradores, entre Delmiro Gouveia e São José da Tapera.

Sistemas de dessalinização

No povoado Malhada Bonita, ainda em São José da Tapera, Renan Filho e Rogério Marinho fizeram a entrega de 30 sistemas de dessalinização do Programa Água Doce. A comunidade é uma das beneficiadas pela ação, desenvolvida em parceria com o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh).

No Estado, o programa já beneficia mais de 30 mil sertanejos, em 15 municípios alagoanos. O agricultor Ancilon Ribeiro de Melo, 80, é um deles. “Essa água aqui é uma beleza para todos nós, não só para mim. Somos 42 famílias aqui e todos precisam. É uma maravilha para todo mundo”, contou Ribeiro.

Renan Filho explicou que o Programa Àgua Doce leva água dessalinizada às comunidades rurais por meio da perfuração de poços artesianos. “Aqui no Sertão, temos de agir de forma estruturante, com as obras do Canal, que vão levar água de maneira definitiva para as pessoas e garantir a inclusão produtiva; como também de maneira emergencial com a perfuração de poços, a construção de adutoras de engate rápido e também, em algumas áreas, por meio de caminhão-pipa”, acrescentou o governador.

Participaram, ainda, da agenda de trabalho em São José da Tapera os secretários de Estado da Infraestrutura, Maurício Quintella; e do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, João Paulo Tavares; os deputados federais Marx Beltrão, Isnaldo Bulhões e Arthur Lira; o presidente da Codefasf, Marcelo Moreira; dentre outras autoridades.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH