Interior

7 de julho de 2020 11:12

Número de mortes por coronavírus se mantém estável

Matriz de Camaragibe, no Norte de Alagoas, teve registrada a 12ª morte em decorrência da Covid-19

↑ Coronavírus (Foto: Shannon Stapleton / Reuters)

O Boletim Epidemiológico desta segunda-feira (6) da Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) trouxe a informação que o município de Matriz de Camaragibe, no Norte de Alagoas, teve registrada a 12ª morte em decorrência da Covid-19.

Colônia Leopoldina confirmou a quinta morte de um morador da cidade. Já o município de Passo de Camaragibe registrou a terceira morte de um morador dentro da própria residência e Porto de Pedras também teve o segundo óbito em decorrência do vírus. Em relação à semana passada o número de mortes se mantém estável em toda a região.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde a 12ª morte de um morador da cidade de Matriz em decorrência da Covid-19 é um homem de 70 anos, com diabetes e veio a óbito no Hospital da Mulher, em Maceió. Além disso, são 476 casos confirmados, 268 casos estão em investigação (suspeitos); 427 pessoas fizeram o teste, tendo o resultado dado negativo (descartados); 269 pessoas não apresentam mais sintomas e, portanto estão recuperadas.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Colônia Leopoldina a mais nova vítima fatal da doença é um homem de 59 anos, que não tinha registro de comorbidades e faleceu no Hospital Regional Palmares. Agora o município conta com 179 casos confirmados, sendo uma das cidades da Zona da Mata Norte com mais confirmações do vírus.

O município de Passo de Camaragibe, no litoral Norte de Alagoas, registrou a terceira morte de um morador da cidade dentro da própria residência por conta da Covid-19. A informação foi publicada no Boletim Epidemiológico da Sesau. A cidade agora conta com oito óbitos por conta da doença. A vítima foi uma mulher de 85 anos, que não tinha registro de comorbidades.

O município de Porto de Pedras, no litoral Norte de Alagoas, teve o segundo óbito em decorrência da Covid-19. A vítima, um homem de 49 anos, que era diabético e que veio a óbito no Hospital da Mulher, acabou criando uma grande aglomeração em seu enterro na cidade.

 

Fonte: Tribuna Hoje l Texto: Claudio Bulgarelli – Sucursal Região Norte

Comentários

MAIS NO TH