Interior

4 de junho de 2020 11:52

Gestão do Ifal Palmeira esclarece dúvidas durante suspensão das atividades acadêmicas

↑ (Foto: Assessoria)

Nos dias 2 e 3 de junho, a equipe de Gestão do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), campus Palmeira dos Índios, esteve reunida remotamente com servidores da unidade de ensino. A ação teve como objetivo trazer uma maior aproximação neste período de suspensão das atividades acadêmicas, além de ouvir as demandas de técnicos e docentes e relatar as ações e medidas realizadas desde 18 março, data em que foi instituída esta suspensão do calendário escolar.

As boas-vindas foram dadas pelo diretor-geral, Roberto Fernandes, ressaltando que a prioridade neste momento é a saúde da comunidade acadêmica. “Recebemos diariamente ligações de pais, mães e alunos querendo saber quando retornaremos, mas nossa maior preocupação é com o psicológico e a saúde de servidores e estudantes. Nosso campus passará por algumas adequações. Estamos nos movimentando para achar soluções. Seria o nosso ‘novo normal’, cenário que devemos visualizar para quando possamos retornar”, disse Roberto. Estiveram reunidos cerca de 90 professores e 40 técnicos.

O gestor ainda tratou de duas normativas instituídas pelo Governo Federal. A primeira foi o Despacho 29 de 29 de maio de 2020, que trata da possibilidade de cômputo de atividades não presenciais para fins de cumprimento da carga horária mínima; a outra foi a Medida Provisória 934/2020, que dispensa escolas e universidades do cumprimento dos 200 dias letivos.

Atualmente o Ifal dispõe da Instrução Normativa 04/2020 que traz orientações acerca da possibilidade de atividades docentes remotas durante a pandemia da Covid-19. Este será um dos assuntos da pauta que trataremos na reunião do Colégio de Dirigentes que será realizada nesta sexta, 05”, adiantou o diretor.

Durante o encontro virtual com docentes, o momento de fala também foi do diretor de ensino, Israel Crescêncio. Para ele, as atividades remotas são um suporte, trazendo uma contribuição na formação do alunado, mas não devem substituir as atividades presenciais. “Este entendimento está alinhado com o dos dirigentes da Pró-reitoria de Ensino (Proen). Nosso compromisso é levar ensino de qualidade para todos e que ninguém fique para trás neste processo”, disse.

Israel também tratou sobre os cursos de Formação Continuada que serão ofertados aos docentes do campus e confirmou a realização do Exame de Seleção 2020.2 para o curso técnico subsequente em Segurança do Trabalho.

Temos formadores que foram selecionados para ministrar quatro cursos distintos a nossos docentes. Nossa perspectiva é que possamos utilizar essas metodologias e tecnologias remotas no suporte ao ensino presencial. Outro ponto é a manutenção do Exame de Seleção neste semestre. Ele será feito em um formato diferenciado com avaliação que leva em conta o rendimento dos 1º e 2º anos nos casos dos cursos subsequentes e dos 6º, 7º e 8º anos, no caso dos cursos integrados”, explicou.

Pauta em comum

Entre técnicos e docentes, as dúvidas que persistiam eram acerca dos descontos em folha trazidos neste período, quanto à insalubridade, auxílio-transporte e congelamento de progressões. Para que esses pontos fossem tratados, o coordenador de Gestão de Pessoas (CGP), Manoel Messias Ferreira, foi convidado a participar dos encontros.

Além de Messias, a técnica de Enfermagem, Celsa Tenório, falou sobre uma campanha de vacinação contra H1N1 que será destinada a professores e técnicos do campus. Celsa também tratou da importância de imunizar-se contra o vírus Influenza.

Conseguimos 120 doses dessa vacina. Por questões de logísticas, elas ficarão disponíveis em uma unidade de saúde de Palmeira dos Índios. Caso o servidor tenha interesse, basta que ele leve o cartão de vacinação e um documento com foto. Assim que tivermos data, horário e local, faremos a divulgação. É importante imunizar-se contra este vírus, pois reduz-se o risco de adoecer por Influenza, doença de vias respiratórias”, justifica.

Ações administrativas

Um dos convidados a estar nestes momentos foi o diretor administrativo, Cledson Ramos. Um dos pontos tratados por ele foi a necessidade do preenchimento do relatório de atividades do servidor durante a realização de atividades remotas.

É necessário este preenchimento pelo servidor, pois traz uma segurança em casos de consultas e inspeções de órgãos de fiscalização como a Controladoria-geral da União (CGU)”, lembrou.

Por fim, ele apresentou algumas das ações concretizadas pela Diretoria para conhecimento de técnicos e docentes:: “Estamos em fase de finalização do Laboratório de Processos Industriais e em processo de empenho de materiais de Informática. Além disso, adquirimos uma impressora 3D e quatro aparelhos de ar-condicionado de 60 mil BTUs a serem instalados em laboratórios e salas”.

Para o retorno no “novo normal”, pós pandemia, foi formado um grupo de projetos e obras para reestruturação do campus, com mudanças na entrada da unidade e implantação de um túnel de desinfecção, além da execução de outras ações que serão elaboradas pelo grupo.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH