Interior

20 de maio de 2020 12:35

Maragogi cria gratificação extraordinária para servidores da saúde municipal

A medida foi publicada no Diário Oficial dos Municípios

↑ Novas regras na feira livre (Foto: Ascom Maragogi)

Se por um lado a prefeitura de Maragogi continua atuando e intensificando as ações no combate ao Covid-19 com as barreiras sanitárias, distribuição de kits de higiene para várias categorias de profissionais liberais, instalação de pias em vários pontos da cidade; com sabão e álcool em gel; além de um intenso trabalho na feira livre, com novas medidas de prevenção, a gestão municipal inovou novamente e criou uma gratificação extraordinária para os servidores da Secretaria Municipal de Saúde durante a vigência da emergência pública para contenção do novo coronavírus. A medida foi publicada no Diário Oficial dos Municípios.

O prefeito Sérgio Lira afirmou em suas redes sociais que a criação da gratificação é também uma forma de valorização dos servidores da secretaria, que estão na linha de frente de combate ao vírus praticamente todos os dias, desde o início da emergência lá no dia 20 de março. ´´Eu sou médico e sei o quanto é importante o trabalho de uma equipe eficiente. Esses servidores estão exercendo um papel primordial nesse período de pandemia´´.

Segundo consta na medida publicada no DOM, o limite dos valores da gratificação extraordinária não poderá ultrapassar 100% dos vencimentos dos servidores beneficiários, conforme previsto em lei. O decreto, que já entrou em vigor, diz que a gratificação extraordinária não se incorpora ao salário do servidor e não poderá ser utilizada como base para quaisquer outras vantagens.

Já no que se refere ao combate ao Covid-19, a prefeitura vem intensificando as ações, colocando em prática, por exemplo, novas medidas de prevenção na tradicional feira livre da cidade, onde as barracas estão distanciadas e uma barreira foi colocada entre o vendedor e o cliente. Após a realização da feira aos sábados, no fim do dia, todo o espaço é higienizado com produtos apropriados, garantindo assim a saúde dos moradores locais. Lembrando que desde a segunda metade de março, apenas feirantes de Maragogi podem comercializar produtos na feira livre.

Fonte: Tribuna Hoje / Claudio Bulgarelli - Sucursal Região Norte

Comentários

MAIS NO TH