Interior

26 de março de 2020 19:58

Medidas adotadas em Rio Largo garantem ampla cobertura no isolamento do coronavirus

Ações de Saúde e Assistência Social se intensificaram para auxiliar a população e incentivar o isolamento social como forma de prevenção

↑ Foi iniciado a entrega de medicamentos e fraldas geriátricas nas residências das pessoas que estão cadastradas para receber esses benefícios

O agravamento da pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19) em todo o mundo colocou a Prefeitura de Rio Largo em alerta e a palavra de ordem na cidade é prevenção. O prefeito Gilberto Gonçalves e seu time de profissionais formaram uma comissão de gerenciamento de crise que está trabalhando em medidas emergenciais de saúde e assistência. No momento, a principal preocupação da gestão é conseguir manter a maior parte possível da população em isolamento social, uma das formas mais eficazes para conter a disseminação do vírus.

Na última segunda-feira, a Secretaria Municipal de Saúde iniciou a campanha nacional de vacinação contra a gripe (influenza), de acordo com a antecipação do calendário proposta pelo Ministério da Saúde (MS). Nesta primeira etapa, que se estende até o dia 15 de abril, devem tomar a vacina profissionais da Saúde e idosos acima de 60 anos. Para minimizar riscos, a solução encontrada foi oferecer o serviço em domicílio e, até o momento, mais de 4 mil pessoas já foram vacinadas.

Outra importante medida foi iniciar a entrega de medicamentos e fraldas geriátricas nas residências das pessoas que estão cadastradas para receber esses benefícios, dispensando a necessidade de deslocamento para a Central de Abastecimento Farmacêutico (CAF) e Unidades de Saúde. O secretário da pasta, José Aroldo Soares, pontuou que o teleatendimento também está sendo adotado como meio de comunicação direta entre os médicos e a população.

Para reduzir os impactos na população que se encontra em situação de vulnerabilidade, a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência, Desenvolvimento Social e Habitação está realizando a entrega de cestas básicas como benefício eventual para as famílias que já são acompanhadas por meio dos CRAS e CREAS. Em parceria com a Secretaria de Educação, a equipe de assistência está identificando também as famílias que não são acompanhadas pelos serviços socioassistenciais, mas que possuem alunos da rede pública municipal cuja merenda escolar é a única refeição e que, com a suspensão das aulas, estão em situação de insegurança alimentar.

“Em ambas as situações as cestas estão sendo entregues às famílias que estão no perfil do Decreto Municipal n°013/2020 e na Lei Municipal n° 1836/2019”, informou a secretária Arabella Mendonça, que também reforçou que a distribuição está sendo feita em domicílio para evitar aglomerações.

Além disso, os pontos de ônibus, bancos, praças e outros locais de aglomeração de pessoas estão sendo pulverizados com cloro para desinfetar e reduzir os riscos de contaminação com o coronavírus. Em suas redes sociais, Gilberto Gonçalves reforçou a importância do isolamento social. “Num momento como esse não podemos descuidar da nossa saúde e nem de que nós amamos, por isso eu repito, pelas pessoas que você ama, pela nossa Rio Largo, pelo nosso Estado, pelo nosso Brasil e pelo mundo, fique em casa”, pediu o prefeito durante uma live no Instagram.

 

Em Rio Largo, foram identificados quatro casos suspeitos da doença, mas até agora nenhum teve confirmação. Os procedimentos necessários para esse tipo de ocorrência foram realizados e todos já estão em quarentena para observação.  Todas as orientações, dicas e atualizações sobre o novo coronavírus estão sendo analisadas pela Prefeitura  e compartilhadas em seus meios de comunicação oficiais (site, facebook e intagram).

Fonte: Ascom /RL

Comentários

MAIS NO TH