Interior

23 de março de 2020 12:12

Municípios fazem barreiras sanitárias e bloqueiam entradas das cidades

Alagoas tem 7 casos confirmados de Covid-19, outros 85 suspeitos e 63 descartados

↑ Uma das estradas e acesso à Campo Alegre, Agreste de Alagoas, foi bloqueada (Foto: Divulgação)

Os municípios de Campo Alegre e Delmiro Gouveia, ambos no interior de Alagoas, foram os primeiros a interditar algumas entradas nas cidades com barreiras para tentar impedir o avanço do coronavírus no estado.

A Prefeitura Municipal de Campo Alegre iniciou o fechamento das entradas da cidade, limitando a três entradas onde contará com equipe de profissionais acompanhando e monitorando a circulação.  A medida foi solicitada pela Secretaria Municipal de Saúde com base no Enfrentamento ao Coronavírus, mediante a situação pandêmica em que o país se encontra e o risco de surto em Alagoas.

A prefeitura de Delmiro Gouveia fechou parte das estradas que dão acesso à cidade. A medida foi tomada para evitar o contágio do novo coronavírus na cidade, que não apresenta nenhum caso suspeito até o momento. Ao todo, foram fechadas cerca de 10 estradas vicinais. Apenas três entradas estão liberadas.

Segundo o balanço divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesau) no último domingo (22), Alagoas tem 7 casos confirmados de Covid-19, outros 85 suspeitos e 63 descartados.

AMA emite nota

A Associação dos Municípios Alagoanos vem a público informar que os prefeitos estão tomando as medidas cabíveis para restringir o acesso ao município. Essa ação faz parte das providências adotadas pelo Poder Público para fins de enfrentamento ao contágio e proliferação do coronavírus, o Covid-19, e evitar a chegada de transporte clandestino.

Ressaltamos que não há qualquer impedimento de entrada e saída das cidades, inclusive no tocante à locomoção de munícipes e regular abastecimento da população, uma vez que os acessos foram tão somente reduzidos, com fins de permitir a realização de ações de fiscalização e prevenção por parte das equipes de saúde.

A situação de emergência decretada em virtude do preocupante avanço do coronavírus em todo o território nacional requer a tomada de decisões excepcionais, em caráter temporário, com vistas a resguardar a saúde pública e os interesses da população.

Fonte: Tribuna Hoje, com agências

Comentários

MAIS NO TH