Interior

14 de fevereiro de 2020 10:27

Ex-prefeito está sendo acusado de provocar rombo milionário na Previdência

Rombo somente relativo ao ano de 2017 pode chegar aos 2 milhões de reais

↑ Edson Mateus, o alvo de toda problemática

O Ministério Público de Alagoas caiu em campo na busca de um levantamento completo do rombo hoje existente na Previdência Municipal de Santa Luzia do Norte. O atual presidente do órgão, João Alves vem contribuindo com esse trabalho, sobretudo apontando uma situação anormal ocorrida durante o período de 2017, quando os descontos foram feitos dos servidores, mas que o repasse não caiu na conta da Previdência. Por conta disso, estima-se que cerca de dois milhões de reais foram desviados, onde um dos protagonistas dessa farra, teria sido o ex-prefeito Edson Mateus, que teve uma curta passagem turbulenta à frente do cargo, recheada de prisão (problema pessoal) e afastamento do cargo por crime eleitoral.

“O alvo de tal desmando está focado no ex-prefeito Edson Mateus, que independente dessa irregularidade, teria sido afastado pela Justiça Eleitoral junto com seu vice, José Ailton, antes mesmo de completarem um ano no comando da Prefeitura, ou seja, no dia 11 de dezembro de 2017. A medida teve como base quatro fatos relatados pelo MPE/AL: promessa de transporte gratuito através de uma empresa, promessa de vantagens a eleitores específicos por meio de whatsapp, distribuição de material de construção e promessa de entrega de CNHs. Quem assumiu a Prefeitura foi o presidente da Câmara, vereador Beto Policial. Uma nova eleição ocorreu em maio do ano passado, ocasião em que Márcio Lima teria sido eleito” narrou um vereador.

“Após anos de descaso e atitudes suspeitas, o MPE/AL está apurando com rigor as possíveis irregularidades na gestão do Fundo de Previdência Própria do Município. Pois  foram identificados parcelamentos de débitos do município para com o fundo em valores bastante considerável e que compromete seriamente o futuro daqueles que já estão aposentados e dos que vierem a se aposentar”, comentou o presidente do órgão, João Alves, dando conta de que o prefeito atual, Márcio Lima  vem conseguindo  manter até agora a regularidade dos repasses da citada Previdência, cujo fechamento do exercício 2019 resultou num saldo positivo de quase R$. 211.000, 00.

 

 

Fonte: Redação

Comentários

MAIS NO TH