Interior

12 de dezembro de 2019 14:21

São Sebastião: eleição de sindicato será contestada na Justiça

André Gonzaga diz que houve sobra de voto e troca dos nomes dos vices nas chapas

↑ André Gonzaga diz que vai acionar a Justiça para anular o pleito Foto: cortesia

O resultado da eleição para a nova diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos de São Sebastião (SINDSS), em votação ocorrida na última terça-feira (10), será contestado no Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (TJ/AL).

O servidor público André Gonzaga, que encabeçou a chapa 1, juntamente com o Professor Edivaldo, alega que aconteceram graves irregularidades durante o pleito.

A eleição foi disputada por duas chapas e 324 votos foram contabilizados. A chapa de Gonzaga obteve 93 votos, enquanto a chapa 2, encabeçada pela atual presidente Ceiça, tendo como vice o Professor Ronaldo, saiu vitoriosa com 208 votos.

Contudo, durante a apuração, segundo revela André Gonzaga, surgiu um voto a mais na contagem, além da troca dos nomes dos vices na hora da votação.

“Os servidores públicos foram pressionados por alguns gestores para votar na outra chapa, sob pena de cortes nas gratificações e transferências dos locais de trabalho”, afirmou Gonzaga, que deve ingressar, ainda esta semana, com uma ação na Justiça, pedindo a anulação do pleito.

Fonte: Tribuna Hoje / Davi Salsa

Comentários

MAIS NO TH