Interior

16 de outubro de 2019 16:29

Mulher dá a luz a gêmeos dentro de ambulância do Samu Alagoas em Maragogi

Por ser uma gestação de alto risco, o Samu foi acionado pelo número 192

↑ Médico Reginaldo Melo fez o parto dos gêmeos na ambulância do Samu (Foto: Samu Alagoas)

Os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Alagoas se deparam diariamente com os tipos mais inusitados de ocorrência durante um plantão. Mas, são raros os momentos em que uma equipe auxilia em um parto dentro de uma ambulância. Essa experiência foi vivida, em dobro, em uma mesma ocorrência, pelos socorristas da Unidade de Suporte Avançado (USA) 06 da Central Maceió, que ao saírem para interceptar a Unidade de Suporte Básico (USB) da Base Descentralizada de Maragogi, se depararam com uma mulher em trabalho de parto, que deu à luz a gêmeos.

A ocorrência aconteceu quando os socorristas da Unidade de Saúde Mista de Maragogi acionaram o Samu, pelo número 192, e solicitaram a transferência da gestante Nadja Silva dos Santos, 39 anos, para a Maternidade Nossa Senhora da Guia, localizada na capital alagoana. Por se tratar de uma gestação de alto risco, a Central de Regulação liberou a USB de Maragogi para fazer o transporte e acionou uma USA da Central Maceió para fazer a interceptação.

“No Samu atendemos as gestações que trazem risco para a mãe e para a criança e, como toda gravidez de gêmeos é considerada de alto risco, asseguramos toda a assistência necessária, enviando também uma USA. Essa ambulância é composta por um médico, um enfermeiro e um condutor socorrista, além de ter medicamentos e equipamentos utilizados em UTIs [Unidade de Terapia Intensiva]”, explicou o supervisor do Samu Alagoas, Marcos Ramalho.

Segundo Reginaldo Melo, médico socorrista do Samu Alagoas, a interceptação da USA com a USB de Maragogi aconteceu na AL-101 Norte, nas proximidades do município Barra de Santo Antônio. Após a interceptação, a equipe da USA estabilizou a paciente e retornou para Maceió.

“Quando chegamos ao bairro Riacho Doce, em Maceió, a bolsa estourou e fizemos o parto dos gêmeos naquela hora. Avaliamos as crianças e a mãe, que estavam bem e saudáveis. Realizamos os primeiros procedimentos e encaminhados os três para a Maternidade Nossa Senhora da Guia”, informou o médico.

Toda a equipe da USA 06, composta ainda pela enfermeira Tatiana Almeida e o condutor socorrista Alex Belarmino, ficou envolvida com o nascimento das crianças. Foram esses profissionais que ajudaram a trazer ao mundo, primeiro, a pequena Maria Clara e, depois, Luiz Reginaldo.

Essa foi a quarta gestação da Nadja Silva dos Santos, que é natural de Japaratinga e, além de ser avó de menino, agora é mãe de cinco filhos. Emocionada, ela agradeceu o atendimento das duas equipes do Samu Alagoas, que agilizaram o atendimento e asseguraram que seus gêmeos nascessem bem.

“Foi um atendimento nota 10. O melhor do mundo. Eu só posso agradecer a esses anjos que apareceram para ajudar com o parto dos meus filhos. Tinha muita fé que tudo iria acontecer normalmente, meus exames estavam em ordem e as consultas de pré-natal em dia. Graças a Deus deu tudo certo, e para homenagear a equipe do Samu, coloquei o nome de Reginaldo em um dos gêmeos”, disse Nadja Silva Santos.

Atendimentos Obstétricos

Todas as equipes do Samu Alagoas têm a disposição kits para parto, disponíveis em suas ambulâncias, como bisturi, braçadeiras, luvas estéreis, tesoura, campo limpo estéril, pinças e o cord clamp, para laquear e cortar do cordão umbilical.

Somente este ano, entre janeiro e setembro, as duas Centrais de Regulação do Samu Alagoas, localizadas em Maceió e Arapiraca, realizaram 950 atendimentos obstétricos.

Fonte: Ascom Sesau/AL / Texto: João Victor Barroso

Comentários

MAIS NO TH