Interior

7 de outubro de 2019 11:27

Mancha de óleo já atinge 15 praias de Alagoas

Há hipótese de que o material seja piche, e que poderia ser resíduo da limpeza ilegal de tanques de navios

↑ Substância é tóxica para o ecossistema marinho (Foto: Ilustração)

Em Alagoas já são 15 os pontos identificados com mancha de óleo no litoral. Neste fim de semana, o material poluente chegou à Foz do Rio São Francisco, em Piaçabuçu, no sul de Alagoas. O resíduo atingiu várias praias do Nordeste desde o início do mês passado (setembro),  em todo o Brasil são 124 atingidas pelo líquido.

Há hipótese de que o material seja piche, e que poderia ser resíduo da limpeza ilegal de tanques de navios, já que o mesmo deve ser recolhido por empresas especializadas para ser levado à estações de tratamento ou comercializado para indústrias de reaproveitamento.

Ontem, dia 6, equipes do Instituto Biota de Conservação e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) confirmaram que as praias da Lagoa do Pau e Pontal de Coruripe, localizadas em Coruripe, no Litoral Sul de Alagoas, entraram para a lista de locais atingidos pela substância.

Mancha escura na Praia de Lagoa do Pau, Litoral Sul de Alagoas (Foto: Reprodução)

O Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA), Ibama e Marinha do Brasil estão apurando o surgimento e tentando identificar a fonte do vazamento.

Um comunicado foi emitido no site nacional do Ibama dando conta de que, o órgão vem estabelecendo uma série de ações, juntamente com o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (DF), Marinha e Petrobras, com o objetivo de investigar as causas e responsabilidades do despejo, no meio ambiente, do petróleo cru que atingiu o litoral nordestino.

“O resultado conclusivo das amostras, solicitadas anteriormente pelo Instituto e pela Capitania dos Portos, e cuja análise foi feita pela Marinha e pela Petrobras, apontou que a substância encontrada nos litorais trata-se de petróleo cru, ou seja, não se origina de nenhum derivado de óleo”, diz o documento, divulgado no domingo (6).

Veja os locais afetados pelo resídio ilegal em Alagoas:

  • Local: Ipioca – município: Maceió – mancha avistada no dia 03/10 – status: oleada/ vestígios/esparsos
  • Local: Piaçabuçu – município: Piaçabuçu – mancha avistada no dia 01/10 – status: oleada – vestígios/esparsos
  • Local: Coruripe – município: Coruripe – mancha avistada no dia 27/09 – status: oleada – vestígios/esparsos
  • Local: Paripueira – município: Paripueira – mancha avistada no dia 22/09 – status: oleada – vestígios/esparsos
  • Local: Praia do Gunga (2 locais) – município: Roteiro – manchas avistadas no dia 22/09 – status: oleada – vestígios/esparsos
  • Local: Barra de Santo Antônio – município: Barra de Santo Antônio – mancha avistada no dia 22/09 – status: oleada – vestígios/esparsos
  • Local: Loteamento Encontro do Mar – município: Marechal Deodoro – mancha avistada no dia 21/09 – status: oleada – vestígios/esparsos
  • Local: Barra de São Miguel – município: Barra de São Miguel – mancha avistada no dia 19/09 – status: oleada – vestígios/esparsos
  • Local: Praia do Francês – município: Marechal Deodoro – mancha avistada no dia 18/09 – status: oleada – vestígios/esparsos
  • Local: Praia do Carro Quebrado – município: Passo do Camaragibe – mancha avistada no dia 18/09 – status: oleada – vestígios/esparsos
  • Local: Praia de Pajuçara/Ponta Verde – município: Maceió – mancha avistada no dia 15/09 – status: oleada – vestígios/esparsos
  • Local: Praia de Japaratinga – município: Japaratinga – mancha avistada no dia 07/09 – status: oleada – vestígios/esparsos
  • Local: Praia Pontal do Coruripe  – município: Coruripe – mancha avistada no dia 07/09 – status: oleada – vestígios/esparsos
  • Local:  Praia Lagoa do Pau – município: Coruripe – mancha avistada no dia 07/09 – status: oleada – vestígios/esparsos

Fonte: Tribuna Hoje, com agências

Comentários

MAIS NO TH