Interior

18 de setembro de 2019 16:43

IML de Arapiraca confirma causa da morte de empresário ‘Neno Pajé’

Everaldo Lima de Oliveira, de 54 anos, morreu em decorrência de uma embolia cardiopulmonar aguda

↑ Apesar do empresário apresentar duas escoriações, sendo uma na face e outra no peito com molde de arcada dentária (mordida), nenhuma dessas lesões contribuiu para a causa morte, disse o médico legista (Foto: Reprodução)

O Instituto de Medicina Legal de Arapiraca confirmou na manhã desta quarta-feira (18), que a causa da morte do empresário Everaldo Lima de Oliveira, 54 anos, conhecido como Neno Pajé, foi clínica. Ele morreu em decorrência de uma embolia cardiopulmonar aguda.

A declaração de óbito foi assinada pelo perito médico legista Francisco Milton. Ele explicou que apesar da vítima apresentar duas escoriações, sendo uma na face e outra no peito com molde de arcada dentária (mordida), nenhuma dessas lesões contribuiu para a causa morte da vítima.

“Durante o exame de necropsia encontramos coágulos e trombos intracardíacos e nos vasos pulmonares. Esse tipo de coagulação de sangue no interior dos vasos sanguíneos permitiu concluir o laudo cadavérico por morte clínica provocada por embolia cardiopulmonar”, explicou o médico legista.

Everaldo Lima foi encontrado morto no quarto de sua residência que fica no Sítio Fernandes, zona rural de Arapiraca. Logo se criou uma onda de boatos na região sobre uma possível morte violenta, o que foi descartado tanto pelo exame de necropsia como pelo exame pericial de local de morte suspeita.

De acordo com o perito criminal do Instituto de Criminalística que realizou o exame pericial, a vítima foi encontrada deitada na cama e no local não havia sinais de luta corporal. A porta do quarto teria sido arrombada, mas pelos próprios familiares no momento em que encontraram o cadáver.

Ele também confirmou a existência de uma mordedura humana na região direita do torax e uma pequena lesão contusa na face direita, indícios de luta, mas fora do ambiente onde a vítima foi encontrada. A faca encontrada no local estava limpa e sem marcas de sangue, sendo então descartada a questão de homicídio e suicídio, visto que não foi encontrado nenhum indício.

Fonte: Ascom Perícia Oficial de Alagoas / Texto: Aarão José

Comentários

MAIS NO TH