Interior

17 de setembro de 2019 16:21

Mergulhadores de Maragogi resgatam tartaruga presa em sacos plásticos

Ocorrência foi registrada na manhã desta terça-feira na praia central do município

↑ Tartaruga resgatada (Foto: Cortesia)

Oceano de plástico não é apenas uma expressão metafórica. A cada dia que passa, a quantidade de plástico nos mares aumenta significativamente. Até o ano de 2050, prevê-se que o oceano terá mais peso em plástico do que em peixes, causando a morte de milhares de peixes, baleias, golfinhos e tartarugas. O grande problema é que o microplástico é tão abundante que acabou se tornando parte do ecossistema. Plânctons e pequenos crustáceos se alimentam deles, se intoxicam, e, consequentemente, fazem o mesmo ao serem comidos por pequenos peixes. O processo vai se repetindo até chegar aos grandes peixes, como o atum, e, finalmente ao próprio ser humano.

No litoral Norte de Alagoas é comum encontrar plásticos nas praias, vindos quase sempre pelas correntes que passam pelas cidades em Pernambuco, como Recife e Cabo do Santo Agostinho. Mas raramente se encontram animais marinhos enrolados nessa quantidade enorme de plástico que circula pelas praias. Parece que não mais. É que na manhã desta terça-feira (17), mergulhadores de Maragogi conseguiram resgatar uma tartaruga que estava com as nadadeiras enroladas em um enorme saco plástico e não conseguia nadar.

Os mergulhadores estavam na Praia central de Maragogi quando se depararam com o animal marinho na superfície sem movimentos. O grupo constatou que a mesma estava com as nadadeiras enroscadas em sacos plásticos. Eles agiram rápido e conseguiram retirar o material das nadadeiras do animal. Depois os mergulhadores liberaram a tartaruga, que voltou para o alto mar O fato foi registrado próximo às famosas piscinas naturais.

Fonte: Tribuna Hoje / Texto: Claudio Bulgarelli - Sucursal Região Norte

Comentários

MAIS NO TH