Interior

2 de agosto de 2019 09:52

Fortes chuvas e maré alta provocam estragos

Em muitos municípios a Defesa Civil teve de agir rapidamente para evitar maiores prejuízos aos moradores

↑ Deslizamento em Maragogi (Foto Defesa Civil)

Mais de 24 horas seguidas de chuvas intensas, fortes ventos e maré alta, provocaram uma onda de estragos em toda a região Norte, especialmente ao longo do litoral. A quinta-feira foi um dia para esquecer. De Ipioca a Maragogi o que se viu foram alagamentos, pistas invadidas por lama, deslizamento de barreiras e locais de entretenimento parcialmente destruídos pela força das marés mais altas dos últimos meses.  Em muitos municípios a Defesa Civil teve de agir rapidamente para evitar maiores prejuízos aos moradores.

Na praia de Ipioca, por exemplo, o famoso bar e restaurante Hibiscus Beach Club, foi seriamente danificado pela maré alta. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o estrago da maré, que levou mesas, cadeiras, camas, ombrelones, postes e até parte da estrutura física do local. Mas a maré alta causou estragos também na Praia da Sereia; na Ilha da Croa, em Barra de Santo Antônio e em Maragogi. A chamada “maré viva”, como é conhecida pelos pescadores, invadiu ruas e destruiu muros ao longo do litoral.

As fortes e constantes chuvas que castigam o litoral Norte de Alagoas também causaram estragos em Maragogi, onde uma barreira deslizou e destruiu parte da Rua Prefeito Artur Oliveira, no conjunto Adélia Lira, assustando os moradores. Parte do calçamento ficou destruído e as lonas que ficavam no local foram arrastadas.

A população da rua teme que se a chuva continuar novos deslizamentos da barreira podem acontecer, colocando em risco outras casas. O coordenador municipal da Defesa Civil, Sielivaldo Lopes, informou que o órgão já vinha tomando medidas na localidade e que vai ao local para tomar as medidas necessárias

Mas as chuvas que castigam o litoral Norte causaram problemas em quase todos os lugares. Em Japaratinga a lama de barro invadiu um trecho da rodovia AL 465, bem próximo a um acampamento sem-teto, e a poucos quilômetros da região central da cidade. Os condutores continuam trafegando com muita cautela no trecho, que já é conhecido pelo mesmo problema na rodovia AL 465. Na semana passada, a Prefeitura de Japaratinga enviou uma máquina para desobstruir a lama do barro no mesmo local.

Já em São Miguel dos Milagres a chuva intensa causou estrago no povoado de Porto da Rua, onde as águas invadiram o pátio da Escola Afrânio Lages, quando os alunos da escola foram surpreendidos na manhã desta quinta-feira (01), quando  as águas das chuvas invadiram a instituição de ensino. A direção de ensino suspendeu as atividades. na manha dessa sexta-feira as aulas voltaram ao normal.

A lama também invadiu trechos na rodovia AL 105, que liga os municípios de Porto Calvo e Jacuípe. Na rodovia AL 480, que liga Porto Calvo e Jundiá as chuvas aumentaram o problema devido aos muitos buracos na malha viária.

A Sala de Alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos emitiu, na tarde desta quinta-feira (1º), um Aviso Meteorológico devido à instabilidade sobre o leste de Alagoas e Oceano Atlântico, que deve provocar chuvas de intensidade moderada e algumas pancadas intensas. Ainda segundo o aviso, a Sala de Alerta reforça a necessidade de uma atenção especial na região no Litoral Norte, onde o aviso, válido para a quinta, pode se estender até sexta-feira.

Fonte: Tribuna Hoje / Claudio Bulgarelli

Comentários

MAIS NO TH