Interior

30 de julho de 2019 11:38

Prefeito interage ao vivo sobre serviço de Saúde durante seu programa no Facebook   

Henrique Velela  interagiu por cerca de  uma hora com os internautas, ocasião em que estava junto com seu secretário de Saúde, Marcelo

↑ Henrique Vilela e seu secretário Marcelo, numa noite de muita interação na internet

Toda estrutura  montada ao logo dos últimos dois anos e sete meses no setor de Saúde do município de Porto de Pedras, foi tema principal de debate ao vivo, por meio da Life que o prefeito Henrique Vilela (MDB) comanda em sua página do Fecebook, todas as quintas-feiras, às 19h. Pois na última edição, Henrique Velela  interagiu por cerca de  uma hora com os internautas, ocasião em que estava junto com seu secretário de Saúde, Marcelo, que reforçou o assunto, abordando o que já tem planejado para implantar nesse restante de ano.

Sabe-se que apesar de tantas limitações financeiras, hoje o pacato município de Porto de Pedras, no litoral Norte de Alagoas,  mantém um serviço de Saúde organizado, onde os investimentos são constantes; sobretudo para garantir satisfação e comodidade aos pacientes que sempre buscam apoio de atendimento médico. A comprovação disso, é um levantamento de pesquisa de opinião pública, feito agora em junho pelo IBRAP, que aponta 85% de satisfação; índice que credencia Porto de Pedras, numa posição altamente privilegiada, perante todo nosso interior alagoano.

“Pegamos uma Saúde debilitada, mas com esforço junto com toda a nossa equipe, transformamos esse serviço num modelos de trabalho. Pois viabilizamos a aquisição de três ambulâncias, três carros de apoio, abastecimento de medicamentos; contratamos médicos; equipamos e modernizamos quatro Postos de Saúde, implantamos nos finais de semanas médicos 24h; exames de ultrassom, parceria com um laboratório clínico, além de disponibilizar transporte para Maceió, a fim de atender pacientes que vão submeter a exames mais especiais”, disse Henrique Vilela.

O prefeito e seu secretário, Marcelo garantiram  abertura de mais uma unidade de saúde, reforma e modernização em mais dois postos, além da implantação de uma sala de fisioterapia. Em meio a isso, o gestor foi indagado por uma internauta, sobre a verba do Precatório; se os 60% seriam destinados para os professores e servidores da Educação.

“Eu vou seguir o que a Justiça mandar. Mas diante mão, quando a verba do Precatório cair na conta da Prefeitura, tenho plano para usar  somente os 40%, para assim investir na recuperação física das escolas, aquisição de modernos de equipamentos, mobília  e tantos outros serviços que venham fazer jus ao investimento. Agora o restante, que são os 60%, vou esperar até quando a Justiça bater o martelo sobre essa polêmica questão. Pois meu orgulho é que esse dinheiro seja repartido entre todos os servidores da Educação, sobretudo para satisfazer  o tão esperado sonho de todos vocês”, garantiu Henrique Vilela.

 

Fonte: Redação

Comentários

MAIS NO TH