Interior

24 de julho de 2019 15:27

Sertão de Alagoas produz cerveja verde

Bebida é originária de Santana do Ipanema e feita à base de cacto

↑ Bebida peculiar é produzida no semiárido alagoano Foto: Abrasel

Sim, cerveja à base integral de cacto é a mais nova peça do mercado nacional.

Nascida no seio do mandacaru e velame, duas plantas características da Caatinga, a primeira Cacto Beer brasileira é genuinamente alagoana, mais precisamente de Santana do Ipanema, no Sertão alagoano.

Degustada inicialmente no Delirium Pub da Bélgica e, posteriormente, nos Estados Unidos, as experiências resultaram numa receita autoral chamada de Cacto Beer, comercializada pela empresa Camonga.

Ela traz a originalidade do sertão, ao abarcar a essência do mandacaru e do velame, tornando-se, indiscutivelmente, a 1ᵃ cerveja de cacto do Brasil.

A sede pela criatividade levou a dupla de empresários além. Começou no restaurante, saiu para a Europa, e tudo com marcas próprias: a cor é verde, e o vasilhame tem detalhes em cordel e xilogravura. Nada mais característico, não é?

Um dos idealizadores dessa grande novidade é o empresário Tiago Barros, associado Abrasel/AL e que também é responsável pelo restaurante e sushi-bar Oishi Sushi, localizado em Santana do Ipanema.

Tiago se orgulha da ideia e reforça “O cacto representa o sertão, o sertanejo. É uma planta forte e que suporta o nosso clima de semiárido, e que é utilizado também para alimentação. A gente colocar isso numa cerveja, é colocar a nossa identidade. É poder dizer que essa cerveja tem gosto de sertão. Tem gosto de interior.”

O mestre cervejeiro que também foi responsável pela Cacto Beer, chegou a provar na Bélgica uma cerveja que tinha cacto em sua composição. Foi paixão ao primeiro gole. E assim, Velame e Mandacaru se uniram para incrementar o nosso leque de cervejas artesanais. A Camonga Cervejas Criativas vem sendo responsável pela execução desse sonho, que já teve sua primeira tiragem concluída e distribuída.

A Cacto Beer faz sucesso no local. Tiago reforça sobre a aceitação, pois o público comenta: “Não é a cerveja de alguém, é a cerveja da nossa cidade, do nosso estado, do nosso sertão, é da minha Alagoas”. A tiragem industrial começou, e a primeira produção levou aos apreciadores dezenas de garrafas e barris que totalizaram 1000 litros.

A marca, o design, o gosto. Tudo remete ao sertão. Por isso, com orgulho, a Abrasel compartilha e apresenta a todos vocês o salto do empreendedorismo: a Cacto Beer, natural de Santana do Ipanema, representante do Sertão. Novas cervejas e sabores estarão disponíveis num futuro próximo. Para agora, o que recomendamos é o primeiro contato com a especial cerveja verde.

Fonte: Tribuna Hoje / Davi Salsa com assessoria

Comentários

MAIS NO TH