Interior

6 de julho de 2019 10:18

Conheça os sete municípios do roteiro de inverno

Chegada do inverno permite ao alagoano e turistas fazerem tipo de rota conhecida como o Circuito do Frio de Alagoas

↑ Município de Mar Vermelho é conhecido como “Suíça alagoana” e faz parte do Circuito do Frio de Alagoas (Foto: Ascom Prefeitura)

Há quem diga que em Alagoas só existam duas estações: “verão com muito calor e inverno com calor”. Se forem considerar as cidades à beira-mar e aquelas próximas da região da Zona da Mata, certamente essa informação é verdadeira. Mas um pouco distante da capital e das cidades praianas existem sim municípios que apresentam clima invernal durante pelo menos alguns dias do mês de julho. E com a chegada do tal inverno alagoano, que marca também o período das chuvas, nesses municípios que estão em médias altitudes, até 700 metros acima do nível do mar, onde são registradas algumas baixas temperaturas durante esse período, dá para vestir um casaco, degustar um vinho ou um chocolate quente e curtir um frio típico de montanha, sobretudo à noite, claro.

São sete os municípios que fazem parte do Circuito do Frio ou Roteiro do Inverno em Alagoas. Tem Mar Vermelho, conhecida como a Suíça alagoana, a mais famosa cidade do circuito; tem Água Branca, que vem se revelando devido as suas baixas temperaturas em pleno sertão alagoano; Boca da Mata, denominada como Cidade das Serras ou Princesa das Serras; Ibateguara, a Cidade do Frio, que está localizada entre duas regiões turísticas; Mata Grande, com seus 635 metros acima do nível do mar e clima temperado, em pleno sertão; há também

Quebrangulo, com seu clima quente e seco no verão e bastante frio no inverno, sendo propício para veraneios e repousos e conhecida como a Veneza alagoana, por suas inúmeras pontes e tem Viçosa, que do circuito do frio é conhecida como a “Princesa das Matas”.

CIRCUITO

A chegada do inverno, que começou no dia 22 de junho, permite ao alagoano fazer um tipo de turismo conhecido como circuito do frio. Nesta época do ano, e depois de passadas as festas juninas e início de uns 15 dias de férias escolares, quem se acostumou com o calor do litoral pode conhecer algumas cidades com clima mais ameno e com brisa fria.

Esses sete municípios fazem parte, não ainda como roteiro oficial, do Circuito do Frio de Alagoas. O objetivo é primeiramente criar os roteiros e depois ampliar e diversificar as potencialidades do turismo alagoano para essa região.

INCREMENTO

O empresário Diogo Anário, da Pergentino Turismo, que trabalha com turismo receptivo, está convencido de que a criação do Circuito do Frio abre uma janela de oportunidades para o turismo alagoano. “Isso significa o incremento à economia dos municípios a partir da geração de emprego e renda oriunda da movimentação do comércio e do setor de serviços em geral. Também ajuda a resgatar e valorizar as tradições culturais, além de elevar a autoestima dos moradores”, disse o empresário.

Água Branca, o primeiro destino para turistas no frio

Nosso primeiro destino é Água Branca, que vem se revelando como um roteiro de viagem de inverno para visitantes de Alagoas, Pernambuco e Bahia. A temperatura média nos últimos invernos tem sido de 20º pelo dia e à noite tem atingido até 10º, no alto da serra, que fica localizada a 730 metros de altitude. Um lugar perfeito para se agasalhar, tomar chocolate quente, vinho e as tradicionais bebidas da serra. O centro histórico oferece opções de lazer com barzinhos, onde se pode saborear um tradicional pastel e comer carne de bode assada, além de tomar chope de vinho. E depois de um banho de história visitando os casarões históricos e realizar uma boa refeição é hora de subir a serra e curtir o frio da região.

Lá no alto, a 730 metros de altitude, se chega ao mirante onde se encontra o quiosque da conhecida Tia Dora. É ponto de parada obrigatória para quem deseja passar o final de tarde, curtindo o frio e tomando licores dos mais variados sabores, começando pelo de rosas vermelhas. Nas prateleiras de Tia Dora tem também os licores de murici, jenipapo e jabuticaba. Tudo isso acompanhado de tripa de porco assada com farofa crocante.

A cidade de Água Branca está localizada no alto Sertão de Alagoas a pouco mais de 300 quilômetros de Maceió. As condições das rodovias estaduais (AL 220 e 145) são boas, assim como as BRs (316 e 423), que dão acesso à cidade. No município, apesar de possuir algumas opções de pousadas e casas para aluguel, muitos turistas preferem ficar em Delmiro Gouveia ou em Piranhas, que possuem diversas e ótimas opções de hospedagem.

Água Branca fica próxima à cidade baiana de Paulo Afonso e Delmiro Gouveia, fazendo parte do roteiro turístico chamado “Caminhos do São Francisco”. Na região, bem pertinho existem vários roteiros de passeio, como aos cânions do São Francisco, onde se pode passar o dia ou fazer passeios e praticar esportes radicais pelos paredões.

Mas o município também chama a atenção por possuir um acervo arquitetônico colonial muito rico, alguns muito bem preservados. Os casarões se concentram no centro da cidade, em volta da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, considerada uma das mais bonitas e imponentes de Alagoas. No seu interior existem pinturas lindíssimas, realizadas por artistas portugueses trazidos pelo Barão de Água Branca.

Fonte: Tribuna Independente / Claudio Bulgarelli\Sucursal Litoral Norte

Comentários

MAIS NO TH