Interior

14 de maio de 2019 16:45

Delmiro Gouveia/AL e Embrapa se unem para inovar na agricultura sertaneja  

O amadurecimento do projeto se deu depois que o prefeito visitou com seus técnicos a sede da Embrapa Semiárido em Petrolina/PE

↑ Prefeito Eraldo com o governador Renan Filho seu grande parceiro, na última segunda-feira em Maceió

O município de Delmiro Gouveia caminha para transformar seu território num verdadeiro centro de desenvolvimento agrícola, sobretudo em se tratando de produção de hortaliças e frutas  no Alto Sertão de Alagoas. Todo um procedimento político vem sendo tomado por parte da Prefeitura junto com Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA. Que o diga o prefeito Padre Eraldo, que tomou a iniciativa no sentido de explorar tal projeto, pensando unicamente numa inovação que venha alavancar a geração de emprego e renda na região.

“Trata-se de um convênio que oferecerá a implantação de Campos de Aprendizagem Tecnológica, para que o agricultor possa adquirir o conhecimento prático necessário.  Pois os agricultores também receberão materiais técnicos para auxiliar no processo produtivo. Na verdade, esse é um projeto que busca ofertar alternativas tecnológicas e incentivar o aparecimento de novos empreendedores na região através de um Termo de Cooperação Técnica e Financeira entre a Embrapa e a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf)” disse o prefeito Padre Eraldo.

O amadurecimento desse projeto se deu depois que o prefeito delmirense visitou com seus técnicos da agricultura a sede da Embrapa Semiárido em Petrolina/PE. Pois lá viu de perto as possíveis ações que serão desenvolvidas nas comunidades agrícolas de Delmiro Gouveia. O acordo dessa parceria, segundo Padre Eraldo, vai se estender ao longo dos próximos três anos; e nesse período, diz; serão realizados cursos, treinamentos, palestras, visitas e dias de campo visando à adoção de tecnologias em diversas áreas, como conservação do solo, hortaliças, fruticultura, apicultura e sistemas pecuários de projeto (carne e leite).

Fonte: Edmílson Teixeira

Comentários

MAIS NO TH