Interior

8 de maio de 2019 12:42

Aumenta violência na Barra de Santo Antônio, um morto e dois feridos

Vítimas foram atingidas por disparos de arma de fogo

↑ Barra de Santo Antônio (Foto: Arquivo/Claudio Bulgarelli)

Os números indicam um aumento considerável na violência registrada em quase todos os municípios da Região Norte de Alagoas. Mesmo com a forte presença das forças de segurança pública, com aumento de efetivo e uma presença constante nas ruas, sobretudo, através da Força Tarefa, com sedes em São Luiz do Quitunde e São Miguel dos Milagres, assassinatos, tentativas de homicídios, assaltos e feminicídio têm aumentado, especialmente em Porto Calvo, São Luz do Quitunde, Maragogi e Barra de Santo Antônio.

E foi nesse município que dois crimes foram registrados nos últimos dias. As duas vítimas foram atingidas por disparos de arma de fogo, no entanto, uma não resistiu e veio a óbito. Os dois casos foram registrados pelos militares pertencentes a 3ª Companhia de Polícia Militar Independente.

O primeiro caso aconteceu em frente ao Mercado da Produção, no centro do município, onde Eric Silva dos Santos, de 29 anos, foi assassinado com um disparo de arma de fogo no tórax. De acordo com os militares, nenhuma informação dos autores foi passada. Os criminosos fugiram tomando destino ignorado. A guarnição realizou rondas pela região, mas ninguém foi encontrado.

O segundo caso aconteceu no conjunto Mutirão. A vítima, Max Well Bezerra Santos, de 18 anos, contou aos militares da 3ª Cia que dois criminosos chegaram atirando e um dos disparos atingiu o ombro. O jovem contou aos militares que é usuário de drogas e que teria ido até o local para comprar drogas. Após ser atingido, Max Well foi socorrido para o Hospital Geral do Estado, onde passou por atendimento médico.

Os agentes da Polícia Civil acionaram os Institutos de Criminalística e Médico Legal (IML) para realizarem os procedimentos cabíveis e recolher o corpo de Eric Silva dos Santos. Além disso, a Polícia Civil do município deverá investigar os dois casos e tentar localizar os suspeitos.

Fonte: Tribuna Hoje / Claudio Bulgarelli

Comentários

MAIS NO TH