Interior

4 de maio de 2019 09:16

Casa de Aurélio está abandonada

Edificação em Passo do Camaragibe onde nasceu o maior dicionarista do Brasil está servindo de moradia para gatos de rua

↑ Casa onde nasceu Aurélio Buarque de Holanda está abandonada (Foto Claudio Bulgarelli)

A única ligação física de Alagoas com Aurélio Buarque de Holanda, o maior dicionarista do Brasil, se encontra na cidade do Passo de Camaragibe, região Norte de Alagoas. Mas seu péssimo estado de conservação e a deplorável apresentação é um fato lamentável. Apesar de ter sido tombada e entrar no roteiro turístico arqueológico do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), ao lado da Ilha do Guedes em Porto Calvo e da Cadeia Pública, em Porto Calvo, a casa de um dos maiores nomes da língua portuguesa está abandonada.

Se Aurélio Buarque de Holanda estivesse vivo teria completado 109 anos nessa sexta-feira (3). O filho ilustre da cidade do Passo de Camaragibe é um dos maiores nomes da língua portuguesa no país. A casa em que nasceu, no entanto, atualmente se encontra em total abandono, habitada por gatos e ratos. Apesar dos moradores da cidade se orgulharem do mais ilustre dos seus filhos, e se incomodarem pelo abandono do imóvel, pouco fizeram nos últimos anos para mudar essa realidade.

Os vizinhos, preocupados com a própria segurança, denunciam que a casa está prestes a desabar e está servindo apenas como morada de gatos de rua. O lixo dentro do imóvel também preocupa os moradores. Sempre fechada com cadeado, a casa não recebe turistas para visitar o primeiro lar do mestre da língua portuguesa. A casa fica localizada na Rua João Roberto da Rocha e foi tombada como Patrimônio Cultural do Estado.

Aurélio Buarque de Holanda nasceu no dia 3 de maio de 1910 na cidade de Passo de Camaragibe e faleceu no Rio de Janeiro no dia 28 de fevereiro de 1989. Filho de Manuel Hermelindo Ferreira, comerciante, e de Maria Buarque Cavalcanti Ferreira, viveu os primeiros anos de sua vida no imóvel e depois se mudou Porto de Pedras. Durante a adolescência também estudou em Porto Calvo. Trabalhou em Maceió e viveu grande parte da vida também no Rio de Janeiro, onde virou renomado escritor, ensaísta, filólogo e lexicógrafo.

A preocupação com a língua portuguesa e a paixão pelas palavras levou-o à imensa tarefa de elaborar o próprio dicionário, um trabalho que o ocupou durante muitos anos.

Em 1975, saiu o Novo Dicionário da Língua Portuguesa, conhecido por todos como o Dicionário Aurélio. Desde a sua publicação, Mestre Aurélio atendeu a muitos convites, no Brasil inteiro, para falar do dicionário e dos mistérios e sutilezas da língua portuguesa, que ele enriqueceu de

tantos brasileirismos, fazendo do brasileiro comum um consulente de dicionário e um usuário consciente do seu idioma. Pronunciou numerosas conferências, sobre assuntos literários e linguísticos, no México, Estados Unidos, Cuba, Guatemala e Venezuela.

Fonte: Sucursal Região Norte / Cláudio Bulgarelli

Comentários

MAIS NO TH