Interior

24 de abril de 2019 08:14

Audiência pública em Arapiraca debaterá prevenção ao suicídio

Encontro é uma iniciativa do Núcleo de Apoio à Vida de Arapiraca

↑ Encontro anterior do Núcleo de Apoio à Vida de Arapiraca; novo evento acontece nesta quinta-feira (25) (Foto: Naviar/Cortesia)

Médicos, psicólogos, assistentes sociais, advogados, educadores e demais representantes da sociedade de Arapiraca estarão reunidos, nesta quinta-feira (25), em audiência pública para debater alternativas de prevenção às tentativas de suicídio no município.

O encontro é uma iniciativa do Núcleo de Apoio à Vida de Arapiraca (Naviar) e ocorrerá a partir das nove horas, tendo como local o Fórum Desembargador Orlando Manso, localizado no bairro Santa Edwiges.

Segundo revela a coordenadora do Naviar, a psicóloga e especialista em Saúde Mental Gisele Rodrigues, ainda durante a audiência pública, será apresentado o funcionamento do recém-criado posto do Centro de Valorização da Vida (CVV) e o atendimento pelo telefone 188.

Os dados mais recentes do Hospital de Emergência Daniel Houly mostram que a segunda maior cidade de Alagoas lidera todas as estatísticas de tentativas ou mortes por suicídio.

Enquanto a média nacional é de cinco tentativas de suicídio por 100 mil habitantes, o levantamento mais recente mostra que Arapiraca tem índice de 10 tentativas por grupo de 100 mil habitantes.

No período de 2008 a 2018, o HE do Agreste contabilizou o número alarmante de 5.075 atendimentos a pacientes que tentaram tirar a própria vida.

Desse total, 3.606 pacientes eram mulheres. A principal causa das tentativas de suicídio é por envenenamento. O levantamento também mostra que o maior quantitativo de ocorrências é de jovens com idade entre 20 e 29 anos.

A cidade de Arapiraca registrou, no período, 2.513 casos, enquanto Girau do Ponciano vem em seguida com 263 ocorrências de tentativas de suicídio. Lagoa da Canoa vem em terceiro lugar com 228 casos. A fonte das informações é do Sistema Nacional de Agravos de Notificação (Sinam) do Ministério da Saúde.

Por conta dessa realidade, desde setembro de 2016 que o maior hospital público do interior de Alagoas, o HE do Agreste, vem desenvolvendo ações conjuntas com as instituições parceiras e a Secretaria Municipal de Saúde, com reuniões periódicas, palestras e campanhas educativas para prevenção do suicídio.

Fonte: Tribuna Independente / Davi Salsa

Comentários

MAIS NO TH