Interior

7 de fevereiro de 2019 19:25

Padre afirma que ‘pobre é raça miserável de lidar’ e é ‘dispensado’ pela Arquidiocese

Arquidiocese de Maceió destacou que padre estava no território arquidiocesano de Alagoas em experiência pastoral e portanto já está impedido de celebrar missas

↑ Imagem: Reprodução/ YouTube

Um vídeo divulgado pela Paróquia Senhora Sant’Ana causou polêmica nos últimos dias nas redes sociais. O vídeo foi feito durante uma celebração realizada na praça da cidade de Santana do Mundaú, Zona da Mata de Alagoas, e mostra um padre falando que pobre é “raça miserável de lidar”. A Arquidiocese de Maceió levou o assunto a sério e acabou “dispensando” o Padre Givaldo Rocha, que voltará para Sergipe.

O vídeo foi publicado na página da paróquia no Facebook no último dia 20 de janeiro, quando estava acontecendo a festa da padroeira da cidade. Na filmagem, o padre Givaldo critica a falta de compromisso da população de Santana do Mundaú com a organização do tradicional festejo religioso e faz elogios para a administração pública do município.

“Vocês abrem a boca para dizer que a desorganização é da administração pública. É mentira, pois a desorganização começa pelos filhos de Santana do Mundaú, que prometem as coisas e não cumprem (…) Eu costumo dizer que a igreja fez a evangélica opção preferencial pelos pobres, mas pense numa raça miserável de lidar é pobre”, diz o padre diante de uma multidão de fiéis.

Em nota, a Arquidiocese de Maceió destacou que o padre estava no território arquidiocesano de Alagoas em experiência pastoral e portanto já está impedido de celebrar missas e deve ficar no estado até o final de fevereiro.

Confira a nota:

A Arquidiocese de Maceió comunica que o padre Givaldo Rocha de Santana, da Diocese de Propriá, em Sergipe, que exercia a função de administrador paroquial na Paróquia Senhora Sant’Ana, na cidade de Santana do Mundaú, não é *incardinado no Clero da Arquidiocese de Maceió. Portanto, o sacerdote estava no território arquidiocesano em experiência pastoral.

E, agora, por ordem do Arcebispo Metropolitano de Maceió, Dom Antônio Muniz Fernandes, no final do mês de fevereiro do corrente ano ele retorna a sua diocese de origem, em Propriá-SE.

Assista ao vídeo:

Fonte: Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH