Interior

1 de julho de 2018 13:10

Novo livro do poeta José Inácio Vieira será lançado em Arapiraca

Obra literária é a oitava da carreira do poeta José Inácio Vieira de Melo.

↑ Escritor e poeta lança mais um livro Foto: assessoria

Publicada pela Mórula Editorial do Rio de Janeiro, a obra literária tem lançamento marcado para o próximo dia 12 de julho, em Arapiraca, a partir das 20 horas, no Vinil Coffee Bar, no bairro Novo Horizonte.

Além do lançamento do livro, o evento vai ter o Sarau “Na Esteira do Infinito”, onde José Inácio recitará poemas do novo livro e de toda sua obra.

“Entre a estrada e a estrela” está dividido em duas seções, “O mundo foi feito pra gente andar” e “Na esteira do infinito”, que, na verdade, são dois longos poemas, cada um dividido em 21 segmentos.

Na primeira parte, José Inácio trilha os caminhos do planeta Terra, mistura-se à poeira das estradas e singra os mares e anda sobre as águas e suas referências afloram, desde Bob Dylan até Jesus Cristo e o poeta espanhol Antonio Machado.

A segunda parte, “Na esteira do infinito”, é o menino, o homem, o poeta catingueiro contemplando o céu na noite imensa do Sertão, sentado à beira de uma fogueira, a sentir as dimensões estéticas que o Cosmo proporciona, levando e elevando o pensamento até onde a estrela não vai, entre uma canção agalopada de Zé Ramalho e uma toada rascante que ecoa na voz de Raimundo Fagner.

O livro tem duas capas diferentes, ilustradas por Felipe Stefani. As fotografias internas são de Ricardo Prado. Conta ainda com apresentação do cantor e compositor carioca Thiago Amud, do poeta paraense Vicente Franz Cecim e do escritor cearense Carlos Emílio Corrêa Lima.

Ele afirma: “José Inácio Vieira de Melo chega, ainda a tempo, com sua cavalgada matemática poética de alturas e condensa saudações arquitetas. Lança versos de chamas vermelhas no espaço. Versos quentes, versos em brasa, de ferreiro invisível do espaço. Escreve na pedra a vida narrativa de todas as constelações que ele vê abertas, num grande prisma de almas, seres e vocalizações siderais escorrendo em trilha-rio caligráfico. José Inácio Viera de Melo ao poemar está forjando uma estrela.”

Para o crítico literário carioca Fernando Py “”Entre a estrada e a estrela” é uma novidade surpreendente. Composto de apenas dois poemas longos e complementares, ‘O mundo foi feito pra gente andar’ e ‘Na esteira do infinito’, revela um poeta que alcança seu máximo poético até hoje, podendo ombrear-se aos que já atingiram patamar semelhante, como Joaquim Cardozo, Gerardo Mello Mourão, Jorge de Lima, Carlos Drummond de Andrade, etc. E isto devido a um trabalho cuidadoso de linguagem e expressão.”

Com seu livro anterior, “Sete” (Sete Letras, 2015), José Inácio foi o vencedor do Prêmio QUEM 2015, da Revista Quem, da editora Globo, na categoria Literatura – Melhor Autor. Os finalistas do Prêmio foram Alexandre Marques Rodrigues, Ana Maria Machado, Cristovão Tezza, José Inácio Vieira de Melo, Marcelo Mirisola, Marcelo Rubens Paiva, Mary del Priore, Noemi Jaffe e Paulo Cesar de Araujo. A comissão julgadora foi formada por Bia Corrêa do Lago, Claufe Rodrigues, Edney Silvestre e Valmir Moratelli.

José Inácio Vieira de Melo, alagoano radicado na Bahia, é poeta, jornalista e produtor cultural. Publicou oito livros de poemas, dentre eles livros “Pedra Só” (2012) e “Sete” (2015), com o qual venceu o Prêmio Quem, da editora Globo, na categoria Melhor autor. Publicou também as antologias “50 poemas escolhidos pelo autor” (2011) e “O galope de Ulisses” (2014). Participa de várias antologias no Brasil e no exterior. Coordenador e curador de vários eventos literários, como a Praça de Poesia e Cordel, na 9ª, 10ª e 11ª Bienal do Livro da Bahia (2009, 2011, 2013), em Salvador, o Cabaré Literário, na I Feira Literária Ler Amado, em Ilhéus (2012) e a Flipelô – Festa Literária Internacional do Pelourinho (2017), em Salvador, assim como os projetos Poesia na Boca da Noite (2004 a 2007), em Salvador, Travessia das Palavras (2009 e 2010), em Jequié, e Uma Prosa Sobre Versos (desde 2007), na cidade de Maracás, no Vale do Jiquiriçá. Tem poemas traduzidos para os seguintes idiomas: alemão, árabe, espanhol, finlandês, francês, inglês e italiano.

SERVIÇO

Livro: Entre a estrada e a estrela Autor: José Inácio Vieira de Melo Apresentação: Carlos Emílio Corrêa Lima, Thiago Amud e Vicente Franz Cecim Capas e ilustração: Felipe Stefani Fotografia: Ricardo Prado Editora: Mórula Páginas: 84 Preço: R$ 40,00

CONTATOS José Inácio Vieira de Melo

FONE/WZAP: 73 98845 5399 E-MAIL: [email protected] FANPAGE: www.facebook.com/jivmpoetaoficial

Comentários

MAIS NO TH