Interior

23 de junho de 2018 13:22

Circuito do frio em Alagoas atrai turistas

Durante o inverno, cidades do Estado com maiores altitudes oferecem condições para curtir o clima típico das montanhas

↑ Município de Mar Vermelho é um dos nove sem registro de homicídios (Foto: Divulgação)

Sol, praias de areia fina e branca, piscinas naturais, altas temperaturas e em muitos locais a aridez do Sertão. É tudo isso que nos vem à cabeça quando pensamos em Alagoas. O que muita gente não sabe é que as cidades alagoanas com maiores altitudes registram baixas temperaturas durante o inverno.

Dá para vestir um casaco, degustar um vinho ou um chocolate quente e curtir um frio típico de montanhas, sobretudo à noite, claro. A chegada do inverno, que começou na quinta-feira (21), permite ao alagoano fazer um tipo de turismo conhecido como circuito do frio.

Nesta época do ano, com festas juninas homenageando os santos do mês, quem se acostumou com o calor do litoral pode conhecer algumas cidades com clima mais ameno e com brisa fria.

Tem Mar Vermelho, conhecida como a Suíça alagoana, por exemplo, onde o inverno já deu origem a um festival que já entrou para o calendário turístico, uma cópia menor do Festival de Inverno de Garanhuns; tem Viçosa e tem Ibateguara, a terra do frio. Tem ainda Água Branca e Mata Grande.

foto 2

Conjunto arquitetônico da cidade de Água Branca é convite a um passeio pela história e cultura locais (Foto: Divulgação)

Esses cinco municípios fazem parte, não ainda como roteiro oficial, do Circuito do Frio de Alagoas, defendido por parlamentares e pelos gestores municipais eleitos no último pleito. O objetivo, no mesmo ângulo da Rota Ecológica, da Rota dos Quilombos e Mares do Sul, é primeiramente criar os roteiros e depois ampliar e diversificar as potencialidades do turismo alagoano para essa região.

Muitos empresários estão convencidos de que a criação do Circuito do Frio abre uma janela de oportunidades para o turismo alagoano, com o incremento à economia dos municípios a partir da geração de emprego e renda oriunda da movimentação do comércio e do setor de serviços em geral. Também ajuda a resgatar e valorizar as tradições culturais além de elevar a autoestima dos moradores.

Experiências bem-sucedidas já existem em todo o Nordeste, a exemplo do Circuito do Frio Pernambucano, que reúne cidades famosas como Gravatá e Garanhuns e que deixam milhares de reais de divisas para o Estado, além de funcionar como indutor do marketing ao impulsionar a divulgação da região.

Festivais de inverno são convite a visitantes de todo o Brasil

Será mesmo que em Alagoas existe inverno? De certeza mesmo é que nos meses de maio, junho e julho as chuvas caem como nunca em terras alagoanas. Mesmo que o Estado seja mais conhecido por suas belas praias, a terceira estação do ano chega devagarinho, com o vento que sopra do mar em direção à terra, as chuvas típicas do mês de junho e julho e um frio que permite pelo menos dormir sem o ar condicionado ligado durante à noite.

foto 3

Água Branca, a 310 km de Maceió, possui festival de inverno e outras atrações, como a sua arquitetura (Foto: Prefeitura de Água Branca)

E mesmo discreta, a chegada do período de frio é o que motiva a realização dos animados festivais de inverno de Água Branca e Mar Vermelho, que anualmente atraem visitantes do Estado e de todo o Brasil. Ainda sem datas definidas, esses festivais são a prova de que, se investimentos fossem direcionados para esse novo circuito turístico, Alagoas criaria novos roteiros para um nicho de mercado em expansão.

Movimentando as pequenas cidades e transformando-as em lugares que respiram cultura e música, o município de Água Branca, localizado no sertão alagoano, a 310 km de distância de Maceió, é guardião de um dos conjuntos arquitetônicos mais formidáveis de Alagoas. São belas as igrejas datadas do século XIX. E destacando-se na paisagem urbana tem a casa que pertenceu ao Barão de Água Branca. Por lá têm também a Cachoeira Vaivém, que fica ativa durante os meses de junho a agosto. As visitações são somente às sextas, sábados e domingos e as trilhas são feitas com uma equipe de guias locais.

foto 4

Região de Mar Vermelho tem clima serrano, fato que lhe rendeu a denominação de Suíça Alagoana (Foto: Prefeitura de Mar Vermelho)

Valorizando a história da principal atividade econômica do município durante anos, o Engenho e Restaurante São Lourenço é a opção mais procurada por quem deseja conhecer a gastronomia local, oferecendo receitas à base de rapadura que conquistam os visitantes.

Em Mar Vermelho, a principal atração do município é o clima serrano, que lhe rendeu a denominação de Suíça Alagoana. Por ter um clima frio e seco, é aconselhado pelos especialistas para auxiliar no tratamento das doenças do aparelho respiratório.

O outro grande destaque é a Lagoa Vermelha, que abençoada pelo Cristo Redentor no alto da cidade, é ótima opção de passeio. Claro que o Festival de Inverno, um grande evento que ficou marcado na sua história e o inseriu no roteiro cultural alagoano.

Fonte: Tribuna Independente / Claudio Bulgarelli - Sucursal Litoral Norte

Comentários

MAIS NO TH