Interior

7 de abril de 2018 15:43

Estado firma parceria para profissionalizar idosos de Arapiraca

Intuito é profissionalizar, capacitar e acompanhar 60 aposentados, pensionistas e idosos para corte e costura

↑ Termo de Fomento vai profissionalizar, capacitar e acompanhar 60 aposentados, pensionistas e idosos associados à instituição com cursos (Foto: Reprodução)

O Governo de Alagoas assinou neste sábado (7), no município de Arapiraca, um Termo de Fomento entre o Estado, por intermédio da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento social (Seades), e a Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Arapiraca (AAPIAR).

O objetivo é profissionalizar, capacitar e acompanhar 60 aposentados, pensionistas e idosos associados à instituição com cursos profissionalizantes de corte e costura por meio do projeto “Mãos que costuram, mãos que transformam vidas”.

Após a assinatura do termo entre o secretário Fernando Pereira e a presidente da associação, Maria de Lourdes Carvalho, foi entregue aos idosos um cheque simbólico no valor de R$ 49.565,00. De acordo com o secretário, o Governo de Alagoas está disposto para ir além desta parceria inicial.

“Associações como esta, sérias e com um trabalho pertinente, terá sempre o nosso apoio. Trabalhamos em parceria para ampliar os direitos socioassistenciais básicos à vida dos cidadãos, pois assim estaremos fortalecendo a geração de emprego, renda e a cidadania. O Governo de Alagoas está elevando a qualidade de vida e a autoestima dessas pessoas”, disse.

O projeto foi aprovado pelo Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) em outubro de 2017 e deverá ser executado no período de 12 meses. Além de Arapiraca, a cidade de Palmeira dos Índios também será beneficiada. No município 300 mulheres serão habilitadas no mesmo universo de linhas e agulhas. As participantes inscritas no curso serão profissionalizadas e habilitadas na prática da costura podendo, com isso, comercializar os produtos confeccionados, gerando renda para a Associação de Mulheres de Palmeira dos Índios.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH