Interior

30 de janeiro de 2018 21:35

Escola estadual em Arapiraca promove debate sobre saúde mental com alunos

Debates foram permeados de indagações dos alunos acerca das dificuldades no relacionamento familiar e em sociedade

A campanha humanitária Janeiro Branco foi criada para mobilizar a sociedade a favor da saúde mental das pessoas.

A fim de fortalecer a discussão sobre o assunto, a Escola Estadual de Tempo Integral Professora Izaura Antônia Lisboa (Epial) reuniu, na noite desta terça-feira (30), em Arapiraca, centenas de alunos e familiares para, juntos, assistirem a uma palestra da psicóloga Acácia Dantas, que também é especialista em hipnose e sexóloga.

Durante a palestra, ocorrida no pátio da escola, que se transformou em um grande divã ao ar livre, os alunos tiveram a oportunidade de debater com a psicóloga uma série de temas do cotidiano, principalmente ligados à autoestima e à autoconfiança para enfrentar os desafios na escola e na vida.

Os debates também foram permeados de indagações dos alunos acerca das dificuldades no relacionamento familiar e em sociedade, bem como os problemas de convivência em família, influência das redes sociais, além da prevenção ao uso de álcool e drogas como fatores determinantes para a saúde mental dos jovens.

A estudante Ana Lúcia Justino da Silva, 22 anos, aluna do 3º período do Médio EJA, destacou a iniciativa da direção em trazer a psicóloga para dentro da escola.

“Considero excelente a ideia, porque precisamos estar motivados para superar as dificuldades do dia a dia. Adorei a palestra e acredito que os colegas vão aproveitar muito as palavras de ajuda, para que a gente possa ser mais produtivos e vencer na vida”, declarou a aluna.

A diretora Ana Valéria Peixoto agradeceu o apoio que a escola vem recebendo da Secretaria de Estado da Educação, por meio do vice-governador e secretário Luciano Barbosa, e assegurou que pretende realizar novas palestras com a psicóloga Acácia Dantas e com outros especialistas.

“Nossos jovens têm um potencial enorme, mas os problemas familiares e sociais acabam dificultando o aprendizado. O papel da escola é potencializar as habilidades dos alunos, como também ajudar cada uma a superior os obstáculos”, acrescentou a diretora.

 

Fonte: Tribuna Hoje / Davi Salsa

Comentários

MAIS NO TH