Interior

30 de junho de 2017 16:49

Trabalhadores fazem manifestação no centro de Arapiraca

Caminhada teve início na Praça Luiz Pereira Lima e percorreu as ruas centrais da cidade de Arapiraca

Mais de 200 trabalhadores e trabalhadoras saíram às ruas do centro de Arapiraca, na tarde desta sexta-feira (30), para protestar contra as reformas trabalhista e previdenciária, propostas pelo governo do presidente Michel Temer.

Além de protestar contra as medidas propostas pelo governo federal, os manifestantes também alertavam a sociedade para as terceirizações e a reforma do Ensino Médio.

De acordo com o professor Arnaldo Rocha, que faz parte do comando de greve do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Alagoas (Sinteal), o povo deve ficar unido contra o desmonte das leis trabalhistas.

A caminhada teve início na Praça Luiz Pereira Lima e percorreu as ruas centrais da cidade de Arapiraca.

Várias entidades marcaram presença no protesto, como a Pastoral da Terra, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Central Única dos Trabalhadores (CUT), representantes de partidos políticos, estudantes universitários, entre outros segmentos da sociedade.

A presidente da CUT/AL, Rilda Maria Alves, a mobilização dos trabalhadores e trabalhadoras, na segunda maior cidade de Alagoas, teve o propósito de dialogar com a sociedade e reivindicar, mais uma vez, que as pautas das reformas que tramitam no Congresso Nacional sejam barradas, e que senadores e deputados se sensibilizem para que não as medidas não prejudiquem ainda mais o povo.

Comentários

MAIS NO TH