Interior

25 de janeiro de 2017 18:46

Eletrobras irá regularizar energia em comunidade de Delmiro Gouveia

Objetivo da Eletrobras é levar energia de qualidade para a comunidade sem deixar de lado a segurança da população

↑ (Foto: Ilustração)

No próximo dia seis, a Eletrobras Distribuição Alagoas inicia uma obra para regularizar o fornecimento de energia elétrica na comunidade Caixão, localizada no município de Delmiro Gouveia. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (25), em reunião realizada no Fórum da Cidade, com o intermédio do Ministério Público Estadual (MPE), representado pelo promotor de Justiça João Batista dos Santos.

O promotor conduziu a reunião, que também contou com as participações do delegado Rodrigo Cavalcante, do Major Herbeth, comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, do secretário de Comunicação de Delmiro Gouveia, Samir de Sena, de moradores da comunidade Caixão e de técnicos da Eletrobras, que apresentaram o cronograma de trabalho, com previsão para ser concluído em maio deste ano.

O objetivo da Eletrobras é levar energia de qualidade para a comunidade sem deixar de lado a segurança da população. “Percebemos que nesta localidade existe uma situação de risco provocada pela presença de diversas ligações irregulares, que podem levar a acidentes e até morte”, enfatizou o assistente da diretoria Comercial da Eletrobras, Almir Pereira.

Na comunidade Caixão serão regularizadas 130 unidades consumidoras. Para isso, a Eletrobras investirá cerca de R$ 600 mil com a instalação de 9,2m de rede de média tensão, 6km em baixa tensão e a implantação de 190 postes, além de 17 transformadores. “A obra beneficiará os moradores desta comunidade, além do entorno também, já que as ligações clandestinas têm interferido no fornecimento aos clientes da Eletrobras nas proximidades”, explicou Givanildo Duarte, gerente de fiscalização.

Para ter o fornecimento de energia regularizado, os consumidores não precisarão fazer qualquer investimento. Todos os materiais necessários para o serviço serão disponibilizados pela Eletrobras, a exemplo de medidores, cabos e outros equipamentos utilizados na instalação do padrão técnico exigido pela norma da distribuidora. 

A comunidade Caixão utiliza energia elétrica não somente para o consumo próprio nas residências. A maioria dos moradores gera renda com este insumo. “Nós usamos as bombas para irrigação das plantações agrícolas e a energia é tudo. Precisamos da energia regularizada e não tínhamos feito isso por falta de entendimento”, disse o representante da comunidade, Raimundo Audálio da Silva.

DESCONTO – Todas as famílias que passarem a consumir energia de forma legal poderão ter direito a descontos na tarifa. O benefício será concedido para o consumo nas residências, desde que se enquadrem no perfil de baixa renda, podendo chegar a 65% do valor original; e exclusivamente ao uso das bombas de irrigação, que nesse caso será utilizada a regra de desconto para clientes rurais irrigantes, podendo ser de até 90%, no horário da 21h30 às 6h.

Durante a reunião, o promotor João Batista foi enfático ao dizer que a comunidade precisa pagar pela energia que consome. “Todos são honestos, decentes, então não podem continuar na clandestinidade. Eles têm de sair dessa situação. O aviso foi dado, o serviço vai ser feito e a partir do momento que eles tiverem energia de qualidade, nós vamos endurecer para evitar eventuais desvios no uso da energia elétrica”, ressaltou o promotor.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH