Interior

16 de novembro de 2016 21:32

Presídio do Agreste reforça segurança com novas câmeras de monitoramento

Unidade ainda conta com bloqueadores de celulares e cães treinados para evitar situações adversas

A cada dia que passa o trabalho do Governo de Alagoas para fortalecer a segurança no Presídio do Agreste, localizado no município de Girau do Ponciano, a 150 quilômetros de Maceió, é intensificado. Dentre as inúmeras ações para estabelecer a ordem e disciplina na unidade, está a ampliação da rede de monitoramento por câmeras. Atualmente, mais de cem equipamentos foram instalados em pontos estratégicos para captar toda a movimentação da unidade.

Com alta resolução, as câmeras conseguem capturar imagens nítidas a qualquer hora do dia, auxiliando o trabalho das equipes plantonistas da Central de Monitoramento do Agreste. Caso algum problema técnico seja detectado, rapidamente é acionado o suporte de manutenção para fazer os reparos. Dessa forma, é possível realizar o monitoramento contínuo, evitando situações de risco para os apenados, servidores e visitantes. Cerca de 1500 pessoas entram na unidade semanalmente.

 

A subchefe do Presídio do Agreste, Débora Amorim, explica que, assim como os bloqueadores, as câmeras são fundamentais para combater a criminalidade e assegurar a custódia dos 847 apenados. “Por ser uma unidade que recebe reeducandos de alta periculosidade, a segurança deve ser reforçada, evitando assim qualquer comunicação de dentro do presídio com o mundo externo”, falou Débora Amorim.

 

Animais treinados – Além das câmeras e bloqueadores, doze cães auxiliam nas ações táticas. Dentre elas, no controle de distúrbios, revistas nas celas e identificação de materiais ilegais. Antes disso, os animais passam por um processo de adestramento, quinzenalmente, para agir com precisão em situações extremas.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH