Interior

21 de outubro de 2016 19:36

Caos em Carneiros faz Eletrobras cortar energia de órgãos públicos

Eletrobras diz que a Prefeitura já ultrapassa a casa dos três meses sem honrar seus compromissos financeiros com a empresa

Funcionários públicos de Carneiros/AL ficaram surpreendidos nesta quinta-feira, 20, quando uma equipe da Eletrobras, baixou na cidade a fim de cortar os serviços de energia elétrica de diversos órgãos públicos do município, por falta de pagamento. Segundo a Eletrobras, a Prefeitura já ultrapassa a casa dos três meses sem honrar seus compromissos financeiros com a empresa. O descontrole começou a partir de  junho último, quando estava acumulado uma dívida de 66 mil reais. Aí o prefeito Luiz Nobre, o Luizão, teria feito acordo na sede do órgão, em Maceió, para parcelar o tal valor até o final deste ano; só que além de não pagar o “bendito prego”, ainda deixou de assegurar o pagamento desses últimos meses.  

“O pior é que o Luizão ainda teve o cinismo de atribuir esse débito ao ex-prefeito Geraldo Agra, o Neguinho”, disse um funcionário público, que pediu para não revelar a sua identificação. “Estamos com meses de salários atrasados; sobretudo com um município afundado de problemas, justamente por conta de um gestor incapacitado, que engessou a administração pública durante esses últimos quatro anos, onde por aqui o desgosto de todos é total”, disse, afirmando que muitos comissionados além de perderem agora seus cargos, ficaram também sem receber alguns meses.

Na eleição deste ano, Luizão desprestigiado e sem conceito na cidade, resolveu por bem não ir para a reeleição. Seu candidato, Genivaldo Agra (PRP) levou uma histórica lapada nas urnas, para o ex-prefeito Neguinho, quando esse obteve 72,65% dos votos válidos, ou seja, 3.605 votos, contra 1.147. “Eu sei que vou pegar um verdadeiro abacaxi, porém com a força Divina, estaremos adotando estratégia de trabalho, com o propósito de recuperar tão logo esse tempo perdido”, pontuou o futuro prefeito, acreditando que seu maior parceiro de trabalho, será o governador Renan Filho.

Comentários

MAIS NO TH