Esportes

Após perder para o Uruguai nos pênaltis, Brasil é eliminado da Copa América

Por Gazeta Esportiva 07/07/2024 10h08
Após perder para o Uruguai nos pênaltis, Brasil é eliminado da Copa América
Perdeu por 4 a 2 nas penalidades - Foto: Conmebol

O Brasil está eliminado da Copa América. A Seleção empatou com o Uruguai por 0 a 0 no tempo normal, nesta terça-feira, mas perdeu por 4 a 2 nas penalidades máximas. Após um jogo de poucas emoções no Allegiant Stadium, Éder Militão e Douglas Luiz perderam seus pênaltis, enquanto os uruguaios tiveram melhor aproveitamento.

No tempo normal, o clássico foi muito mais disputado que jogado, com poucas chances de gol. Na reta final do segundo tempo, Nahitan Nández foi expulso e o Brasil ficou com um jogador a mais, mas mesmo assim pouco criou. Nas penalidades, Alisson chegou a defender o pênalti batido por Giménez, mas Éder Militão e Douglas Luiz foram infelizes em suas cobranças.

Agora, o Brasil só volta a entrar em campo nas Eliminatórias da Copa do Mundo. A equipe de Dorival encara o Equador, no dia 5 de setembro, em casa.

O próximo desafio do Uruguai nesta Copa América está marcado para a próxima quarta-feira, contra a Colômbia, pela semifinal. O duelo será às 21 horas (de Brasília), em Charlotte, nos Estados Unidos.O jogo

O primeiro tempo foi muito pegado Allegiant Stadium, com poucas chances claras de gol e muitas disputas pela posse. Aos 28 minutos, Endrick saiu cara a cara com Rochet, mas preferiu tentar um passe para Raphinha, que saiu muito forte.Aos 34, o Uruguai assustou com o Darwin Nuñez, que recebeu cruzamento de Nández e, sozinho, cabeceou por cima. 

No lance seguinte, Raphinha arrancou em velocidade, passou pela defesa adversária, mas chutou em cima de Rochet.A primeira metade de jogo também ficou marcada pela lesão do zagueiro Ronald Araújo, que vinha tendo embates "quentes" com Endrick. O beque foi substituído por José Giménez.

Segundo tempoA segunda etapa começou do mesmo jeito que a primeira, com muitos embates físicos e poucos espaços cedidos. O Uruguai assustou aos sete minutos, com passe em profundidade de De La Cruz para Darwin Nuñez, que terminou em finalização bloqueada pela defesa brasileira.

Aos 28 minutos, o lateral Nahitan Nández foi expulso após revisão do árbitro de vídeo. O defensor uruguaio fez dura falta em cima de Rodrygo, e deixou sua equipe com um homem a menos em campo.

Aos 38 minutos, o Brasil teve boa investida com Endrick, que girou sobre a defesa uruguaia e finalizou de fora da área para defesa de Rochet. Até o final do tempo normal, a Seleção aumentou seu volume, mas não teve inspiração para furar o bloqueio do rival.