Esporte

21 de julho de 2021 08:50

CSA enfrenta o Vasco no Rei Pelé

Azulão vem embalado pela vitória fora de casa na Série B e encontra um adversário em crise após demissão de treinador

↑ Suspenso, o goleiro Thiago Rodrigues vai ser substituído por Lucas Frigeri na partida desta quarta (21) (Foto: Assessoria)

O objetivo são seis pontos. Nesta quarta (21) começa o desafio. Primeiro o Vasco. Depois o Vitória. O CSA encara dois jogos em sequência no Rei Pelé, e a ordem é partir para cima e vencer. Nesta quarta, azulinos e vascaínos se enfrentam às 21h30, pela 13ª rodada da Série B.

O técnico Ney Franco está observando as peças para montar sua base titular. Em dois jogos, fez variações táticas, mexeu em quase todos os setores da equipe, e espera ainda que o time marujo tenha um padrão para jogos em casa e fora. No Rei Pelé, o time foi mais ofensivo no segundo tempo contra o Goiás. Criou, pressionou, mas não fez gol na última quarta. No jogo de sábado, contra o Operário-PR, o CSA esperou mais o adversário no campo de defesa e ameaçou em contra-ataques e finalizações de longe. Com um gol em cada tempo, venceu por 2 a 0 fora de casa, mas apresentou dificuldades ofensivas.

O atacante Reinaldo entrou aos 19 do segundo tempo, no lugar de Bruno Mota, aproveitou bem a chance e se colocou como opção para o jogo de quarta contra o Vasco. Ele caiu mais pela ponta esquerda, fez um bonito gol e chamou atenção de Ney Franco, que ainda tenta achar uma peça para o setor. Contra o Operário, o CSA teve três contra-ataques para fazer o segundo gol. Perdeu uma chance clara com Yago, no primeiro tempo, e outra com Gabriel, no segundo, mas Reinaldo não desperdiçou. Cortou para dentro e bateu bem, de perna direita.

Iury Castilho, ainda com o técnico Bruno Pivetti, fez bons jogos pela ponta esquerda, com muita força física, chegou a marcar dois gols contra o Cruzeiro, mas se machucou e não atuou nos últimos jogos. Marco Túlio foi testado ali e não deu certo. Silvinho também foi, mas acabou dispensado.

Na ponta direita, a disputa também está aberta. Yago não foi bem contra o Operário e abriu espaço até para a entrada do lateral-direito Ewerthon no ataque. Ele jogava assim no Sport. Bruno Mota é uma opção, mas não jogou bem no último sábado. Nos últimos jogos, chamou mais atenção quando Dellatorre estava suspenso e ele fez a função de falso 9.

Ney Franco busca equilíbrio. Contra o Operário, ele segurou os laterais no campo de defesa. Kevyn não subiu, e o volante Yuri foi deslocado para a direita justamente para aumentar o poder de marcação. Foi elogiado pelo técnico e pode ser mantido para o jogo de quarta.

O lateral-esquerdo Ernandes, ex-Mirassol, foi regularizado e virou opção para o próximo jogo. Ele começou a treinar pelo CSA na semana passada e se tornou uma sombra para Kevyn.

Suspenso, o goleiro Thiago Rodrigues vai ser substituído por Lucas Frigeri na próxima rodada. Desta forma, uma formação possível do CSA contra o Vasco tem: Lucas Frigeri; Yuri, Lucão, Matheus Felipe e Kevyn (Ernandes); Geovane, Gabriel e Renato Cajá; Reinaldo, Ewerthon (Bruno Mota) e Dellatorre.

Comentários

MAIS NO TH