Esporte

5 de maio de 2021 08:40

CSE recebe CSA em Palmeira dos Índios

Duelo vale classificação para o Tricolorido e a manutenção do primeiro lugar geral desta fase para o Azulão do Mutange

↑ CSA vai com força máxima buscar a vitória nesta quarta (5) em Palmeira dos Índios diante do CSE na última rodada da primeira fase do estadual (Foto: Ascom/CSA)

O líder quer terminar líder. Fora de casa o CSA encara o CSE, às 20h, no estádio Juca Sampaio, e espera que os jogadores mostrem a mesma postura de garra da última partida. Nesta terça (4), o time treinou de manhã no Nelsão e viajou depois do almoço para Arapiraca. Fica por lá até esta quarta (5) quando o grupo se desloca para Palmeira dos Índios.

O clube avisou que ninguém será poupado no jogo contra o Tricolorido. Mesmo classificado para a semifinal do Alagoano, o Azulão espera terminar a primeira fase na liderança.

O técnico Bruno Pivetti continua em isolamento por causa da Covid, mas está assintomático. Adriano Rodrigues vai comandar o time em Palmeira e não conta com quatro jogadores. O lateral esquerdo Vitor Costa está com Covid e deve ser substituído por Patrick Brey. No ataque, Rodrigo Pimpão é outra baixa, com uma lesão muscular. Aylon, Marco Túlio e Dellatorre vão formar o trio ofensivo.

Silas também se recupera de lesão muscular, e Adriano deve manter Bruno Mota no meio-campo, recuando Gabriel para a função de segundo volante. Outra baixa certa é o lateral-direito Cristovam, suspenso.

Uma provável formação do CSA tem: Darley; Norberto, Lucão, Matheus Felipe e Patrick Brey; Geovane, Gabriel e Bruno Mota; Aylon, Marco Túlio e Dellatorre.

O CSA tem 15 pontos e entra na última rodada da fase de classificação na liderança isolada do estadual. No próximo fim de semana, inicia os mata-matas da semifinal. A Federação Alagoana de Futebol informou que vai divulgar em breve as datas e os horários.

Dellatorre não balançou a rede no clássico, mas deu assistência para Bruno Mota marcar. “Foi um dia inesquecível. Não tem preço fazer aniversário com vitória num clássico tão importante, podendo ajudar com uma assistência e depois chegar em casa para abraçar minha família”.

Em 2020, Dellatorre retornou ao país, para o Brasil de Pelotas, após quatro temporadas no exterior: atuou na Tailândia, pelo Suphanburi, e no Chipre, pelo APOEL. No retorno, Dellatorre disputou 26 jogos pelo time gaúcho e balançou a rede apenas três vezes, mas considera a passagem como readaptação ao futebol brasileiro.

Em 2021, o atacante vem ganhando destaque pelo CSA. Ele é o goleador da equipe na temporada, com 11 gols em 16 jogos disputados. “Ano passado eu considero um ano de readaptação, principalmente por retornar ao futebol brasileiro, com todos os problemas de calendário que tivemos em função da pandemia, e por voltar a jogar em alto nível depois de uma lesão grave no joelho. Acredito que essa temporada está sendo ótima e espero que continue assim para ajudar o CSA na conquista dos seus objetivos.

Dellatorre comentou sobre a partida de hoje em Palmeira. “Será mais um jogo difícil. Queremos buscar coisas grandes para o CSA e temos que manter o foco e determinação para seguir lutando pelo estadual e, na sequência, a Série B”.

Caso o CSE vença em Palmeira dos Índios hoje, já garante a vaga por conta própria. Se perder ou empatar, precisará depender de combinação de resultados das outras partidas para se classificar.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários