Esporte

6 de abril de 2021 08:43

CSA recebe o Coruripe no Rei Pelé

Técnico Mozart deve colocar em campo um time alternativo por conta do desgaste dos titulares nos últimos jogos

↑ Silvinho deve ganhar a condição de titular no time do CSA para o duelo contra o Coruripe (Foto: Ascom/CSA)

O ritmo de competições é forte e nesta terça (6) o CSA já entra em campo outra vez. Muda a chave, muda a escalação e o desafio será no estádio Rei Pelé contra o Coruripe, às 20h, pelo Campeonato Alagoano. O Azulão já vive esse planejamento de colocar um time alternativo no estadual. Os principais titulares, que estão disputando a Copa do Nordeste, devem descansar nesta terça-feira.

O técnico Mozart já fez esta ação no duelo com o ASA. Os laterais Vitor Costa e Cristovam sofreram lesões musculares, e o goleiro Thiago Rodrigues levou uma pancada muito forte no rosto. O Departamento Médico ainda tem outros três atletas importantes. Desde o mês passado, o zagueiro Fabrício (coxa), o lateral Norberto (coxa) e meia Nadson (panturrilha) também estão em recuperação. O elenco do CSA teve folga domingo e se reapresentou ontem no Nelsão. Mozart teve apenas um treino para definir o time que enfrenta o Hulk.

O Azulão ocupa a terceira colocação no Alagoano, com oito pontos, e tem colocado times alternativos para suportar o desgaste. O treinador azulino lamentou ainda que sua equipe tenha desperdiçado a chance de garantir a classificação antecipada para as quartas de final do Nordestão no último final de semana.

“Os jogadores tentaram e correram o tempo todo. A responsabilidade desse resultado é minha. Nós tínhamos que vencer pra chegar a 12 pontos e, dependendo dos resultados, classificar de maneira antecipada. Infelizmente, não conseguimos. Agora, vamos ter que jogar a classificação na última rodada”.

Para esta terça Mozart tem mais um problema para montar a equipe. Iury sentiu a posterior da coxa direita e deixou o campo aos 19 minutos do segundo tempo. “Eu estou tentando rodar o máximo que posso a equipe. Lesões são coisas que nós não controlamos, fazem parte do jogo. O nosso elenco é reduzido por opção nossa, uma questão de saúde financeira para o clube, uma questão de qualificar o trabalho. Essas lesões começam a preocupar pelo fato de termos um elenco reduzido. Agora, vamos descansar os jogadores, pensar no jogo de terça (Coruripe) e na decisão de sábado [10] contra o Sampaio”.

Mozart disse que tentaria recuperar o zagueiro Filemon, que vem falhando nos últimos jogos do time e disputou até agora 19 partidas pelo CSA e fez dois gols.

“A minha obrigação é resgatar o atleta. O jogador faz coisas que eu peço pra fazer e que nós treinamos. Teve uma infelicidade no lance e a infelicidade maior é que saiu o gol. A responsabilidade do resultado é minha. Vamos corrigir o que tem pra corrigir”.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários

MAIS NO TH