Esporte

19 de janeiro de 2021 08:39

CSA aposta alto na vitória contra o Botafogo

Azulão precisa dos três pontos para seguir vivo na briga por uma das vagas na Série A do Campeonato Brasileiro de 2021

↑ Goleiro Matheus Mendes deve seguir como titular do CSA na partida desta terça (19) contra o Botafogo-SP (Foto: Ascom/CSA)

Cheio de esperança. O CSA entra em campo nesta terça (19), às 19h15, para um jogo fundamental nas pretensões de acesso. O Azulão encara o Botafogo-SP, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto-SP. Com 53 pontos e na quinta colocação, o time marujo terá pela frente um adversário desesperado com 34 pontos, que inclusive pode ser rebaixado nesta terça.

O time embarcou motivado. Sem vencer há três rodadas, o CSA vai tentar a reabilitação. A equipe foi ultrapassada pelo Juventude e caiu na tabela. Para o jogo contra o Botafogo-SP, o técnico Mozart não conta com o ataque Rone, expulso no empate com o Avaí. O volante Rodrigo Andrade, que cumpriu suspensão, fica à disposição do treinador azulino.

Mozart fez as contas e espera tropeços dos adversários que estão à frente do CSA, Juventude (44 pontos) e Cuiabá (58 pontos). O time alagoano precisa, no entanto, iniciar uma rápida reação para voltar à Série A.

“Tem nove pontos a serem disputados, muita coisa pode acontecer. Provavelmente a pontuação vai ser mais baixa do que todo mundo vinha falando. Nós temos mais uma decisão na próxima terça. Descansar e ir para Ribeirão Preto pensando somente em vitória”.

Para o duelo com o Bota-SP, o CSA tem sete jogadores pendurados com dois cartões amarelos: Bruno Grassi, Luciano Castán, Diego Renan, Nádson, Andrigo, Paulo Sérgio e Pedro Lucas.

Depois do confronto com o Botafogo-SP, o CSA ainda vai enfrentar o Brasil de Pelotas, em Maceió, e o Náutico, no Recife. De acordo com o departamento de matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o CSA tem agora 24,7% de possibilidade de acesso. O Juventude, quarto colocado, tem 66,3%, e o Cuiabá, terceiro, 97,1%.

BOTAFOGO

O Botafogo-SP tem 97% de chances de cair para a Série C do Campeonato Brasileiro. Faltando três rodadas para o final, a equipe de Moacir Júnior precisa de um milagre para evitar o rebaixamento. Além de ter uma situação completamente desfavorável na tabela – o Bota está a cinco pontos da primeira equipe fora da zona de rebaixamento, o Náutico, que tem um jogo a menos – , o panorama de disponibilidade de atletas no elenco também não é dos mais animadores.

Os jogadores, em entrevistas recentes, mencionaram o fator psicológico das partidas. Por estarem em uma situação muito complicada, os atletas precisam tentar manter a cabeça no lugar para ajudar o Botafogo a conquistar as vitórias necessárias para se manter na Série B. Entretanto, o desgaste físico e mental, apesar dos bons resultados recentes, parecem afetar o elenco. Serão três jogos em uma semana – a pesada sequência começou na última terça-feira, na vitória em casa sobre o Sampaio Correa e passou pelo empate contra o líder América-MG na última sexta-feira, em Belo Horizonte.

“Eu sei que os atletas estão em um processo de recuperação, acredito que para o próximo jogo é muito precoce, estão trabalhando, estamos procurando fazer o uso de todos. Recuperação agora é não treinar, recuperar o máximo, isso dói, a gente revê o jogo e quer fazer correções, mas infelizmente o calendário não permite e, se fizer isso, vai acabar dando a vitória para o adversário”, avaliou o técnico.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários

MAIS NO TH