Esporte

16 de janeiro de 2021 13:50

CSA enfrenta o Avaí neste sábado no Estádio Rei Pelé

Técnico Mozart sabe que partida pode aumentar a chance de acesso

↑ No primeiro turno, os dois times empataram em 1x1 (Foto: Frederico Tadeu / Avaí)

O CSA tem quatro jogos para lutar pelo acesso. Hoje, o time ocupa a quarta colocação da Série B, com 52 pontos, e tenta se manter no G-4. Na rodada 35, a fórmula é até simples para não perder posição. Se vencer o Avaí neste sábado, às 16h30, no Rei Pelé, estará garantido em quarto, chegando a 55 pontos. O histórico dos confrontos é equilibrado: uma vitória para cada lado e três empates.

O técnico Mozart trabalhou forte esta semana. Na zaga, ele pode contar com o retorno do zagueiro Cléberson, que cumpriu suspensão automática. Ele disputa a posição com o defensor Rodolfo Filemon, substituído por Gabriel no segundo tempo do jogo contra o Paraná.

O lateral-direito Norberto sofreu uma contratura muscular e não deve atuar. Assim, Cedric deve voltar à equipe titular.

Mozart analisa o desgaste também do elenco e não definiu a equipe. O Cuiabá goleou em casa o Guarani por 4 a 0 e chegou a 58 pontos. Manteve a terceira colocação da Série B. Assim, a disputa do CSA ficou mais parelha com o Juventude, com 52 pontos, e o Operário-PR, que venceu o CRB nesta quinta por 3 a 2 e chegou a 51.

“É um momento difícil. A gente sabe que seria um jogo primordial para as pretensões de atingir o terceiro lugar na tabela e se consolidar de vez no G-4, mas não tem nada perdido. Vamos até o final, o time ainda está na briga. Claro que é ruim, pelas circunstâncias, de se tomar um gol no início do jogo, isso atrapalha bastante, mas agora é cabeça no lugar. Não é hora de apontar dedo, até porque a gente está muito vivo na competição. Todo o elenco perdeu o jogo”, disse o atacante Paulo Sérgio após o revés contra o Paraná.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários

MAIS NO TH